Princesa Mako do Japão se casará com noivo plebeu no final de outubro

Após anos de polêmica, a princesa Mako, sobrinha do imperador do Japão, se casará neste mês, mas renunciará aos ritos tradicionais e não aceitará a designação que costuma ser concedida às mulheres da casa imperial que se casam com plebeus.

A agência da Casa Imperial declarou, nesta sexta-feira (1º), que a princesa Mako, de 29 anos, se casará com o advogado Kei Komuro em 26 de outubro, segundo a imprensa local.

Mako perderá título

A união, no entanto, não vai começar nas melhores circunstâncias, já que a agência informou à imprensa que a princesa sofre um transtorno de estresse pós-traumático devido à grande cobertura midiática em torno dela e de sua família.

Mako, filha do irmão mais novo do imperador Naruhito, suportou anos de críticas e rumores sobre a proposta de casamento de Kei Komuro, também de 29 anos. Segundo as normas de sucessão imperial no Japão, Mako perderá seu título.

Além disso, seu prometido continua na mira porque supostamente sua mãe teria pedido dinheiro emprestado a um ex-prometido e não o devolveu. Ela é acusada de não devolver mais de 4 milhões de ienes (R$ 195 mil), suposto empréstimo para financiar parte da educação de seu filho.

A disputa, que ainda não foi resolvida, provocou um escândalo no Japão, onde se espera um comportamento impecável dos membros da família imperial. Kei Komuro foi embora em 2018 para os EUA para cursar direito, decisão interpretada pelo Japão como uma tentativa de aliviar a pressão.

Espera-se que o casal vá para Nova York depois do casamento.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up