Prefeito de Portland exige que agentes federais deixem cidade

O prefeito de Portland, Ted Wheeler, exigiu a retirada dos efetivos federais nesta cidade do noroeste dos Estados Unidos, após acusá-los de agravar a já tensa situação local com táticas abusivas e inconstitucionais contra manifestantes.

“O que está acontecendo aqui é que temos dezenas, talvez centenas, de tropas federais chegando na cidade. O que eles estão fazendo é intensificar a situação”, denunciou Wheeler em declarações ao programa “Stage of the Union”, da emissora CNN.

O prefeito acusa os agentes federais de agravar um confronto duradouro entre os manifestantes e a polícia com táticas que incluem a captura de cidadãos nas ruas em veículos sem placa e sem apresentar motivos ou identificação.

“Na verdade, a presença de agentes federais está resultando em mais violência e vandalismo. Não estão ajudando em nada. Não os quero aqui. Não os chamamos. Assim, quero saiam”, continuou Wheeler.

As acusações do prefeito democrata chegam um dia após mais uma noite de protestos na principal cidade do estado de Oregon, onde um edifício do departamento policial foi incendiado.

O procurador-geral do Oregon e a União Americana de Liberdades Civis apresentarem na sexta-feira à noite um processo contra o governo federal, acusado de abuso de poder e de ferir ou ameaçar manifestações pacíficas.

O envio de oficiais federais com uniformes militares na semana passada é o resultado das ameaças do presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, de usar o poder federal para restabelecer a ordem, após várias semanas de confrontos entre manifestantes e forças policiais.

Os protestos em Portland fazem parte de um movimento nacional contra a brutalidade policial e o racismo e tiveram como estopim o assassinato em maio de George Flod, um homem negro que faleceu após um policial branco se ajoelhar em seu pescoço por quase nove minutos ao tentar imobilizá-lo, em Mineápolis.

Neste domingo, Trump respondeu às críticas e afirmou que o governo federal “tenta ajudar Portland, e não ferir” a cidade.

“Seus líderes perderam, há meses, o controle sobre os anarquistas e os baderneiros”, se defendeu o presidente americano.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up