Prefeito assina projeto que reajusta vencimentos de servidores municipais de Botucatu

O Executivo encaminhou nesta semana à Câmara Municipal de Botucatu, o Projeto de Lei que estipula o índice de reajuste nos vencimentos dos Servidores Públicos Municipais de Botucatu.

O percentual foi consenso entre o Sindicato dos Servidores Municipais e Executivo. “Foram várias reuniões e estudos nas finanças da Prefeitura, para conseguimos dar um grande passo na valorização do servidor. A categoria aceitou em assembleia nossa proposta de reajuste de 4%, índice que está acima do INPC do acumulado dos 12 meses, que foi de 3,98%”, disse o Prefeito Mário Pardini.

“Além do ganho real, nós vamos beneficiar o servidor que ganha menos, aumentando o vale-compra em um percentual maior para as faixas salariais menores. Um servidor que ganha R$ 1 mil, por exemplo, vai ter R$ 40,00 de reajuste no salário (4%). Além disso, o vale será reajustado em mais R$ 100,00. Isso representa um ganho real de 14% para esse servidor no final do mês”, exemplificou.

Os servidores com remuneração entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil terão reajuste de R$ 100,00 no vale-compra. Os que recebem de R$ 1.500,01 a R$ 2 mil terão acréscimo no vale de R$ 80,00. Servidores com remuneração entre R$ 2.000,01 e R$ 3 mil terão aumento no vale em R$ 40,00. Os com vencimentos acima de R$ 3 mil, não terão reajuste no vale.

“Esses índices só foram possíveis, graças ao esforço do nosso Secretário de Fazenda, Fábio Leite, que se debruçou nos números para fechar essa conta. Precisamos lembrar que os salários do Prefeito, Vice e Secretários Municipais e cargos comissionados, não terão reajustes em benefício aos nossos servidores concursados. Vale ressaltar que as funções gratificadas também serão reajustadas em 4%”, finalizou Pardini.

Votação Extraordinária

Para a votação do projeto, o Presidente do Legislativo Botucatuense, convocou uma sessão extraordinária na noite desta quarta-feira, dia 21.

“Por conta da urgência desse projeto, fizemos a convocação de uma sessão extraordinária, para que os vereadores possam avaliar o texto e votar a matéria”, disse o Izaias Colino.

A sessão tem início às 20h30 horas, na Câmara Municipal de Botucatu.

 

Fonte: Prefeitura de Botucatu