Praça do Bosque recebe ação do Dia Nacional do Morcego, neste sábado (3)

A Vigilância Ambiental em Saúde e o Departamento de Zoologia do Instituto de Biociências da Unesp de Botucatu promovem neste sábado (3), das 9 às 13 horas, na Praça Emílio Peduti [Bosque] uma ação alusiva ao Dia Nacional do Morcego. Na oportunidade estarão em exposição exemplares das principais espécies de morcegos da região de Botucatu, com informações sobre os hábitos alimentares, importância para o ecossistema, cuidados com a saúde pública, entre outros. Este será o terceiro ano consecutivo da atividade, que busca desmistificar a imagem deste animal junto à população, que é o único mamífero voador do mundo.

De acordo com a VAS, em 2014, foram capturados em Botucatu 265 morcegos e apenas um foi diagnosticado com o vírus da Raiva. Neste ano, até o momento, foram resgatados 140 morcegos, com dois diagnósticos positivos da mesma doença. Em todo o mundo existem 1.200 espécies do animal, sendo que em Botucatu já foram catalogados 38. Vale a pena ainda esclarecer que mais de 80% da população de morcegos que habita o Município se alimenta de insetos.
Apesar desta característica, a Vigilância Ambiental em Saúde orienta que as pessoas devam ter o máximo de cuidado ao se deparar com um animal como este. Caso um morcego entre em casa, a pessoa deve manter a calma, apagar as luzes, abrir as portas e janelas, pois o animal encontrará a saída. Ao encontrar um morcego caído, a pessoa  também não deve tocá-lo e evitar seu contato com animais domésticos.  O ideal é colocar um balde ou caixa de papelão sobre o morcego e ligar para a Vigilância Ambiental em Saúde que providenciará o resgate pelo telefone 3813-5055 ou 150.
“É importante salientar que nesta época do ano, entre a primavera e o verão, é o período de reprodução dos morcegos e por isso aumenta a incidência de resgates deste animal. Como não sabemos se está ou não infectado com o vírus da Raiva deve-se evitar o contato direto com este animal silvestre. Apesar da aparência e dos mitos, o morcego tem uma importância vital para o equilíbrio do ecossistema, especialmente na dispersão de sementes, polinização de flores e controle de alguns insetos que podem eventualmente virar uma praga urbana. Por isso, a ação deste sábado, Dia Nacional do Morcego, é válida para que o ser humano tenha uma relação harmônica e consciente com este animal”, argumenta Valdinei Moraes Campanucci da Silva, supervisor de serviços de saúde ambiental e animal de Botucatu.
O horário de atendimento da VAS é de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 16h30. Fora do horário comercial de atendimento, nos finais de semana e feriados, o plantão da VAS atende casos de urgência e pode ser acionado através do telefone 199 da Guarda Civil Municipal (GCM).

Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

Scroll Up