Portugal reabre museus, escolas e restaurantes ao ar livre após 2 meses de lockdown

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O governo de Portugal começou nesta segunda-feira (5) uma reabertura gradual de museus, escolas e restaurantes ao ar livre depois de ficar dois meses em lockdown para controlar a Covid-19.

O país enfrentava fortes restrições desde janeiro, quando passou pela fase mais crítica da pandemia com um rápido aumento no número de infecções provocadas após as festas de fim de ano.

Mas ainda não é vida normal: as reuniões estão limitadas a quatro pessoas por mesa nos terraços, e os museus terão de adaptar seus horários. Nas academias, as aulas coletivas não estão autorizadas.

O relaxamento nas medidas divulgado nesta segunda acompanha o programa de reabertura do governo português, que começou no mês passado com a abertura de creches.

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, comemorou o passo dado e disse esperar que não seja mais preciso voltar às medidas mais restritivas.

“Vamos virar uma página na esperança que não seja necessário um retrocesso”, disse Sousa em um pronunciamento.

Restaurante com serviço ao ar livre em Porto, Portugal, em foto de 5 de abril de 2021 — Foto: Violeta Santos Moura/Reuters
Restaurante com serviço ao ar livre em Porto, Portugal, em foto de 5 de abril de 2021 (Fotos: Reprodução)

Próxima fase: de universidades a teatros

Segundo o plano de desconfinamento do governo, as escolas de ensino médio, universidades e casas de espetáculo só poderão reabrir em 19 de abril.

Os restaurantes com salões fechados vão ter que esperar até o início de maio.

Segundo o governo, a situação sanitária é reavaliada a cada duas semanas, com a possibilidade de reintrodução de medidas restritivas nos locais com muitos casos de Covid-19.

Durante este período, as autoridades decidiram manter as restrições de viagens.

Restrição a viagens

O governo de Portugal anunciou na semana passada a decisão de prolongar a suspensão dos voos com Brasil e Reino Unido até 15 de abril, com o objetivo de limitar a propagação das novas variantes de Covid-19.

“No contexto da situação epidemiológica causada pela Covid-19, o governo decidiu prolongar as restrições ao tráfego aéreo até 15 de abril”, afirmou o Ministério do Interior em um comunicado.

Estão apenas autorizados os voos para repatriar cidadãos e desde que os passageiros apresentem um teste RT-PCR negativo para Covid-19 realizado menos de 72 horas antes da viagem.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes