Polícia prende homem condenado por estuprar a filha há quase seis anos em Bauru

Uma equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) de Bauru (SP) prendeu na segunda-feira (10) um homem de 32 anos condenado por estuprar a própria filha em maio de 2016.

A prisão aconteceu após a expedição de mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal Foro de Bauru, com a condenação a 16 anos de reclusão em regime inicial fechado.

De acordo com o delegado Kleber Granja, coordenador do GOE, sua equipe se dirigiu à casa do homem, mas encontrou apenas a mãe, que informou que o filho estaria trabalhando. Os policiais esperaram o homem retornar e efetuaram a prisão.

Segundo a polícia, a identidade do condenado não foi revelada como forma de preservar o reconhecimento da vítima, como determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O crime

Segundo boletim de ocorrência registrado pela mãe da menina, que atualmente tem 13 anos, o casal estava separado fazia três anos e o pai pediu que os três filhos ficassem com ele para tentar uma reaproximação.

Após receber os filhos menores, de 3 e 5 anos, a menina de 7 anos foi levada à casa do pai, onde ocorreu o abuso no dia 14 de maio.

O abuso foi descoberto dias depois após a menina assistir a uma reportagem na TV sobre estupro de menores e contar a uma amiga da mãe que ela havia passado por isso com o pai.

No dia 5 de junho de 2016, a mãe procurou a polícia para denunciar o ex-marido e, na delegacia, a menina contou que o pai tirou a roupa dele e a dela e, depois, deitou-se em cima da filha.

Fonte: G1 – Foto: Polícia Civil/Divulgação