Polícia identifica dois suspeitos de matar agente penitenciário de Avaré em assalto na capital paulista

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Polícia Civil identificou dois suspeitos de matar o agente penitenciário de Avaré (SP) Adriano Alves Koch (foto), de 41 anos, durante um assalto na zona sul da capital. Adriano foi morto em um confronto após criminosos abordarem um motorista de aplicativo que fazia uma corrida para ele, no dia 10 de janeiro.

Segundo o delegado responsável pelo inquérito, Fábio Baena Martin, um dos suspeitos foi identificado por conta de um áudio dele enviado à mãe.

“Acabamos identificando ele por meio da sua mãe, que foi ouvida. Captamos um áudio com autorização dela, no telefone dela, em que ele falava que estava fugindo porque a polícia estava atrás dele”, disse o delegado.

De acordo com a polícia, com a identificação do suspeito, as equipes também conseguiram descobrir a identidade do outro suspeito.

“Daqui para frente o 47º Distrito Policial vai prosseguir com as investigações para formar provas e conseguir a prisão preventiva desses dois”, finalizou.

O caso foi registrado como latrocínio, que é responsável pelas investigações. A investigação foi feita por policiais da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco).

O crime

Adriano Alves Koch tinha 41 anos e morreu após ser baleado durante um roubo em São Paulo, na Estrada de Itapecerica, no Jardim São Luís, zona sul, na madrugada de 10 de janeiro.

Policiais militares foram chamados para atender uma ocorrência de vítima baleada. No local, encontraram um motorista de aplicativo, de 55 anos, e o veículo dele com marcas de tiro.

O motorista contou ter atendido a chamada de Adriano e o deixou no endereço da ocorrência. Assim que ele desembarcou, dois homens chegaram a pé e anunciaram o roubo.

Adriano foi surpreendido e reagiu trocando tiros com a dupla. Porém, acabou atingido. Os criminosos roubaram a arma dele e a carteira do motorista.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo, o agente foi socorrido ao Pronto-Socorro Macedônia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Adriano foi enterrado em Avaré, cidade natal dele.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes