24 de junho, 2024

Últimas:

Polícia Civil de Itatinga prende homem por maus-tratos contra uma cachorra

Anúncios

Na manhã desta segunda-feira (13), policiais civis da Delegacia de Polícia de Itatinga (SP) agiram após receberem informações sobre uma cachorra da raça pastor alemão que estaria vivendo em condições precárias.

A situação não era desconhecida, pois o endereço em questão já havia sido alvo de diligências meses atrás pelo mesmo motivo.

Anúncios

Desta vez, ao chegarem ao local, os policiais constataram que a cachorra continuava vivendo em um espaço muito reduzido, sem alimentação e água fresca, e com extrema magreza. A cena indicava total omissão por parte do tutor, que já havia sido alertado anteriormente sobre a necessidade de melhorar as condições de vida do animal.

Embora o morador não estivesse presente no momento da primeira visita, os policiais decidiram retornar mais tarde. Ao encontrar o tutor, um homem de 27 anos, ele admitiu que a ração havia acabado e que não havia providenciado um abrigo para o animal devido ao custo elevado. Ao ser questionado sobre as condições gerais do animal, o homem alegou deixar água à disposição da cachorra.

Anúncios

Uma veterinária do Abrigo Municipal foi acionada para avaliar a situação. Ao constatar os maus-tratos, foi fornecido ração à cachorra, que demonstrava euforia ao comer, diminuindo que estava passando fome há algum tempo. Após o atendimento, a cadela foi encaminhada para adoção responsável.

Diante dos fatos, os policiais civis deram voz de prisão em flagrante ao homem, que foi prorrogado à Delegacia de Polícia de Itatinga/SP. A Autoridade Policial ratificou a prisão em flagrante delito, e o indiciado, permanece à disposição da justiça para responder por crime de maus-tratos a animais.

Talvez te interesse

Últimas

Um dos títulos traz informações para quem atua na direção de negócios e o outro aborda o impacto da gestão...

Categorias