Pérez lidera 2º treino do GP dos EUA, com atrito de Hamilton e Verstappen

Depois de ver a Mercedes abrir o dia na frente, a RBR respondeu e liderou o segundo treino livre do GP dos EUA nesta sexta-feira. Porém, com outro nome: Sergio Pérez. O mexicano anotou 1m43s946 em sua melhor volta, superando Lando Norris em 0s2. A sessão teve os postulantes ao título Lewis Hamilton e Max Verstappen sob os holofotes, mas dessa vez, o motivo foi outro: a dupla protagonizou uma dividida na curva 1, em clima de corrida.

O piloto da Mercedes fez o terceiro melhor tempo da sessão. Verstappen, que ainda sofreu com o tráfego na pista em outros momentos, foi apenas oitavo.

Sergio Pérez, da RBR, nos treinos livres do GP dos EUA — Foto:  Mario Renzi - Formula 1/Formula 1 via Getty Images
Sergio Pérez, da RBR, nos treinos livres do GP dos EUA (Foto: Mario Renzi – Formula 1/Formula 1)

Dessa vez, as equipes que apareceram pouco no primeiro treino que se destacaram; além de colocar Norris em segundo lugar, a McLaren ainda contou com Daniel Ricciardo na quinta colocação, atrás de Valtteri Bottas, em quarto.

Segundo treino livre do GP dos EUA — Foto: F1
Segundo treino livre do GP dos EUA (Foto: F1)

Nos minutos iniciais da sessão, Hamilton e Verstappen se encontraram na penúltima curva do Circuito das Américas e percorreram juntos a reta principal da pista, bem como a curva 1. O holandês da RBR, que estava por dentro, cedeu o espaço mas reclamou pelo rádio, chamando o rival de “idiota estúpido”, com direito a um dedo do meio para o britânico.

O britânico, posteriormente chegou a fazer a volta mais rápida da sessão, anotando 1m34s842 para superar Bottas, líder provisório, e Lance Stroll. Porém, excedeu os limites da pista na curva 19 e teve o tempo deletado. Logo depois, Pérez subiu para a primeira colocação.

Depois do incidente com o heptacampeão da Mercedes, Verstappen voltou a sofrer com o tráfego na pista. Na metade do treino, foi atrapalhado quando se preparava para abrir a volta rápida e abortou a tentativa. Esbravejando pelo rádio com a equipe, o holandês recolheu o carro para os boxes.

Max Verstappen deu dedo do meio para Lewis Hamilton após dividida no segundo treino do GP dos EUA — Foto: F1
Max Verstappen deu dedo do meio para Lewis Hamilton após dividida no segundo treino do GP dos EUA (Foto: F1)

Depois dele foi a vez de Nikita Mazepin quase se chocar com um dos carros da Aston Martin na curva 1, que fica muito próxima da saída do pitlane em Austin.

O treino foi marcado também por alguns pequenos deslizes; Esteban Ocon, da Alpine, foi um dos que parou na área de escape, sucedido por Norris, que errou e travou os pneus fora da pista. O mesmo para Nicholas Latifi já na parte final da sessão, que quase rodou, mas retornou para a disputa sem grandes problemas.

Fernando Alonso bateu no final do segundo treino livre do GP dos EUA — Foto: F1
Fernando Alonso bateu no final do segundo treino livre do GP dos EUA (Foto: F1)

Por fim, Fernando Alonso, que já havia acionado uma bandeira vermelha no primeiro treino, acertou de traseira a barreira de proteção na curva 19, mas a bandeira amarela acionada pela direção de prova foi recolhida quando o espanhol da Alpine voltou para a pista, a três minutos para o encerramento.

Os carros voltam à pista neste sábado, 23, para a disputa do terceiro treino livre do GP dos EUA a partir das 15h (horário de Brasília).

Fonte: G1

Scroll Up