Pedágios na região de Botucatu ficarão mais caros a partir do próximo mês; veja como ficarão os valores

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Adiado por causa da pandemia de covid-19, o reajuste anual dos pedágios em todo o Estado de São Paulo ocorrerão a partir de 1º de dezembro. É o que consta no Decreto emitido pelo governador João Doria (PSDB) e publicado no Diário oficial de sexta-feira, 20 de novembro.

O reajuste médio será de 2%, aplicado de acordo com a variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

O aumento nas praças existentes nas rodovias estaduais concessionadas em  Botucatu e região é de R$ 0,10. Na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), a Rodovias do Tietê passará a cobrar R$ 5,60 (por eixo) para veículos de passeio e comercial leve, além de R$ 2,80 para motocicletas. Valores são debitados nos dois sentidos da pista.

Ainda na Rondon, a praça de Anhembi terá pedágio de R$ 8,00 (veículos de passeio e comerciais leves) e R$ 4,00 para motocicletas. Em Areiópolis, o valor será de R$ 6, 30 (veículos de passeio e comerciais leves) e de R$ 3,15 para motocicletas. Já em Conchas o reajuste levará os motoristas a desembolsar R$ 7,10 (veículos de passeio e comerciais leves) e R$ 3,15 para motos. Ainda na Marechal Rondon, quem trafegar até Agudos pagará R$ 6,10 e R$ 3,05. As cobranças, em todos os casos, são feitas nos dois sentidos da pista.

Pela Rodovia Castello Branco (SP-280), administrada pela CCR SP Vias, a praça existente em Itatinga terá valores em R$ 13,90 para veículos de passeio e comerciais leves. Já na SP 255 (Rodovia João Mellão), em Avaré, o custo total será de R$ 7,60.Nestes casos não há cobranças para motocicletas e os motoristas de carros, caminhões e  ônibus pagam nos dois sentidos da pista.

Por Flávio Fogueral

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes