Parentes e amigos homenageiam esposa de detento que morreu enforcada durante visita íntima no interior de SP: ‘Te amaremos até a eternidade’

Amigos e parentes fizeram homenagens nas redes sociais após a morte de Patrícia Santos Damas Lopes Ribeiro, de 31 anos. Ela foi assassinada pelo marido detento durante uma visita íntima na Penitenciária I “Nestor Canoa”, em Mirandópolis (SP), na tarde de domingo (13).

Em uma das postagens, uma amiga lamentou a morte de Patrícia e disse que ela será sempre lembrada.

“Quanta tristeza saber que você partiu, amiga, ainda dessa forma cruel… Mas Deus fará Justiça. Lá no céu você estará como uma estrelinha. Iremos lembrar sim de você, sempre linda e feliz. Te amaremos até a eternidade.”

“Ela era filha, irmã, tia, esposa, comadre e amiga. Ela era apaixonada por ele, fazia com maior carinho todas as suas vontades. Não faltava a uma visita sequer, não media esforços, viajava por horas, rodava quilômetros, só para estar perto do homem que ela amava. Mas hoje, que era um dia de alegria, se transformou em um pesadelo. O grande amor de sua vida resolveu dar um fim a tudo que ela era!”, escreveu outra amiga.

Uma prima também deixou uma mensagem: “a vida é um sopro. Um instante é nada para aqueles que vão, mas pode ser tudo para os que ficam. Agradeça mais, ame mais, perdoe mais… não espere do outro aquilo que você pode ser! Descanse em paz prima”.

O crime

De acordo com o boletim de ocorrência, Wellys Lopes Ribeiro, de 35 anos, confessou ter usado uma corda feita artesanalmente para amarrar e enforcar Patrícia. A vítima também teve os cabelos cortados.

O crime foi descoberto somente quando a visita íntima chegou ao fim e o próprio detento chamou os agentes penitenciários para comunicar o assassinato.

Ainda conforme o registro policial, Wellys relatou que matou Patrícia porque estava sendo traído. Ele está preso por tráfico de drogas e agora também responderá por feminicídio.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) afirmou que Wellys foi isolado, e que abriu um procedimento disciplinar e preliminar para averiguação dos fatos.

Fonte: G1