30 de maio, 2024

Últimas:

Padre acusado de atropelar e matar suspeito de furto à igreja é absolvido em Tribunal do Júri

Anúncios

O Tribunal do Júri absolveu o padre Gustavo Trindade dos Santos, acusado de matar atropelado Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, suspeito de furtar a casa paroquial de Santa Cruz do Rio Pardo (SP), em maio de 2022. A promotoria pode recorrer da decisão.

Em julgamento realizado nesta sexta-feira (12), no Fórum da cidade, o réu respondia pelo crime de homicídio qualificado, mas foi inocentado da acusação.

Anúncios

Motorista que atropelou suspeito de furtar igreja em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) foi identificado como sendo o frei Gustavo Trindade dos Santos (Foto: Reprodução)

Ângelo morreu, no dia 27 de julho de 2022, por complicações decorrentes do atropelamento, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o boletim de ocorrência, o homem atropelado furtou a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.

Anúncios

Até a publicação desta reportagem, a promotoria ainda não havia informado se iria recorrer da sentença.

Padre acusado de atropelar e matar suspeito de furtar igreja é julgado nesta sexta-feira em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) (Foto: Mayky Araújo/TV TEM)

Relembre o caso

Uma câmera de segurança flagrou o atropelamento na Avenida Tiradentes. Nas imagens, é possível ver o momento em que o carro atinge Ângelo, que é arremessado.

Padre é investigado por atropelar suspeito de furtar igreja em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) — Foto: Reprodução
Padre é investigado por atropelar suspeito de furtar igreja em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) (Foto: Reprodução)

A vítima do atropelamento ficou internada na Santa Casa de Santa Cruz do Rio Pardo e, depois, na Santa Casa de Ourinhos (SP). Ângelo apresentava sequelas como perda de massa muscular, dificuldade para comunicação e necessidade de uso de fraldas.

Ele chegou a ter alta médica para tratamento domiciliar, mas, nas semanas antes de sua morte, foi necessária uma nova internação.

Após o óbito, a diocese de Ourinhos informou, por meio de nota, que lamentava o ocorrido e que se solidarizava com a família e os amigos de Ângelo.

Com a morte dele, segundo o delegado Valdir de Oliveira, que investigou o caso, novas perícias foram realizadas para esclarecer se o óbito esteve diretamente relacionado com o atropelamento. Essa tese foi confirmada por um médico legista.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios GENEBRA, Suíça, May 30, 2024 (GLOBE NEWSWIRE) — Neste Dia Mundial Sem Tabaco, a World Vapers Alliance (WVA) está...

Categorias