Olimpíadas de Inverno: Brasil fica no top 20 no 1º dia do bobsled 4-homens

O Brasil abriu bem sua participação no bobsled para quatro homens. Neste sábado, o trenó pilotado por Edson Bindilatti ficou na 20ª posição depois de duas descidas nas Olimpíadas de Inverno de Pequim. O resultado colocou o quarteto brasileiro na briga para na próxima madrugada (domingo na China) se manter no top 20 que avança à quarta e última descida.

Esta é a quinta participação do Brasil no bobsled 4-homens em Jogos Olímpicos. A melhor colocação do país foi a 23ª posição de PyeongChang 2018. Edson Bindilatti esteve em todas as participações olímpicas brasileiras, e em Pequim teve a companhia de Rafael Silva, Ercik Vianna e Edson Martins.

A terceira descida, que vai definir o top 20 das Olimpíadas de Inverno, está programada para este sábado, às 22h30 (de Brasília), manhã de domingo da China.

Brasil no bobsled das Olimpíadas de Inverno de Pequim (Foto: Reprodução)

O Brasil foi o primeiro time a descer, e por isso estabeleceu o recorde da pista para 4-homens, estreando em competições oficiais. O tempo de 59s49 foi o melhor do quarteto brasileiro em Pequim em comparação com os treinos oficiais. Ao fim da primeira descida, a equipe do piloto Edson Bindilatti terminou na 20ª posição, 1s36 atrás do líder, o trenó do alemão Johannes Lochner, que acabou com o recorde da pista, com 58s13.

Novamente o Brasil foi o primeiro trenó a encarar a pista de Pequim na segunda descida. Os brasileiros melhoraram a largada e por pouco não melhoraram o tempo final: 59s60. Foi a 16ª marca da segunda descida, o que fez o Brasil se aproximar dos adversários logo à frente e se distanciarem dos últimos oito colocados. No somatório com 1m59s09, os brasileiros se consolidaram no top 20, 2s09 atrás do líder, o trenó do alemão Francesco Friedrich, com 1m57s00.

Brasil no bobsled 4-homens das Olimpíadas de Inverno (Foto: Reprodução)

Fonte: G1