24 de maio, 2024

Últimas:

Número de mortos em incêndios florestais no Chile chega a 99

Anúncios

O número de mortos nos incêndios florestais do Chile subiu para 99, informou neste domingo o Serviço Médico Legal (SML), órgão estatal encarregado de divulgar o número de vítimas durante a crise.

Quando o Chile anunciou um número anterior de mortos, o presidente Gabriel Boric afirmou que haveria mais registros de mortes.

Anúncios

Bombeiros, soldados e brigadistas lutam para apagar vários incêndios no centro e no sul do país.

A maior parte do fogo estava se espalhando na região costeira de Valparaíso, onde vivem quase um milhão de pessoas, e onde ficam a sede do Congresso e um dos principais portos do país.

Anúncios

“Estamos juntos, todos nós, combatendo a emergência. A prioridade é salvar vidas”, disse Boric em uma mensagem à nação, acrescentando que havia decidido manter o toque de recolher e reforçar a presença militar nas áreas mais afetadas.

Além de Valparaíso, o fogo estava ativo nas regiões centrais de O’Higgins, Maule e Ñuble e na região sul de La Araucanía.

“Neste momento, infelizmente, posso confirmar o número oficial de 64 mortos”, disse Boric.

“Sabemos que esse número vai aumentar, vai aumentar significativamente. Estamos enfrentando uma tragédia de grande magnitude”, afirmou.

As autoridades disseram que a tragédia é a pior desde o forte terremoto de 2010, que deixou 500 mortos.

Boric disse que havia decretado um período de luto nacional de dois dias a partir de segunda-feira “porque todo o Chile está sofrendo e chorando nossos mortos”.

O incêndio também forçou o fechamento da refinaria Aconcágua, a segunda maior do país, localizada a cerca de 15 quilômetros ao norte da cidade costeira de Viña del Mar, que foi fortemente afetada pelos incêndios.

Fonte: G1 – Foto: Corpo de Bombeiros do Chile

Talvez te interesse

Últimas

Reforçadas pela tradição japonesa e pela forte imigração na região paulistana, arquitetura tradicional nipônica se une à brasileira em construções...

Categorias