Novela ‘Amor de Mãe’ volta ao ar nesta segunda (1) para mostrar o desfecho da saga de Lurdes

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Regina Casé não esconde a insegurança que teve ao voltar a interpretar Lurdes, uma das protagonistas de “Amor de Mãe”. O motivo, segundo a atriz, foi a pausa de seis meses na gravação do folhetim – os trabalhos foram suspensos em março de 2020, por causa da pandemia, e só retornaram no segundo semestre. “Passaram-se seis meses, achei que não ia conseguir retomar igual, imaginei que sairia um sotaque gaúcho, mas, assim que coloquei aquela roupa, aqueles óculos, peguei a bolsa e ajeitei a toalhinha, a Lurdes veio. Os óculos, a bolsa e a toalhinha são mágicos”, brinca Regina, que celebra a volta de “Amor de Mãe” à TV a partir desta segunda-feira (1º), após quase um ano fora do ar.

A trama de Manuela Dias foi a primeira a ser suspensa pela Globo por causa da pandemia e será a primeira a voltar. Desta segunda até o dia 13, a emissora vai exibir um compacto com os melhores momentos para o público relembrar a história – nesse período, “Amor de Mãe” vai dividir a faixa das 21h com a reprise de “A Força do Querer”, que está na reta final.  A partir do 15, o público poderá assistir à segunda fase do folhetim, que mostrará o fim da busca de Lurdes por Domênico, o filho desaparecido. Ao todo, serão 23 capítulos inéditos, gravados no ano passado, e que também abordarão a questão da Covid-19.

“A Covid vai entrar como aconteceu na nossa vida. A gente fez uma passagem de tempo de seis meses para pular a parte em que as pessoas ainda estavam tentando entender a doença”, explicou a autora. “A narrativa começa no momento em que o Brasil tinha 9.000 mortos”, adiantou ela.

Manuela revelou que, no início, relutou em inserir a pandemia na história de “Amor de Mãe”. Entretanto, garante que mudou de ideia para seguir o tom “extremamente realista” da novela. “A Covid entra (na trama) assim como entrou na vida de todo mundo, afetando todo tipo de gente; ela não respeita barreira social, e as pessoas (personagens da novela) reagem a ela como a gente estava reagindo, lidando com o desconhecido, com medo, usando máscaras”, afirmou.

Protocolos

Segundo a autora, outro fator que contribuiu para inserir a doença são os protocolos de segurança adotados pela própria Globo para a retomada das gravações em estúdio. Por isso, há cenas em que os atores aparecerão usando máscaras. “Tudo que a novela não pedia era isolamento, afinal, é uma mãe que está em busca de seu filho. Quem consegue procurar alguém dentro de casa?”, observou Manuela Dias. 

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes