No Reino Unido, polícia declara assassinato de parlamentar um ato de terrorismo

No Reino Unido, a polícia declarou neste sábado (16) que o assassinato de um parlamentar foi um ato de terrorismo, provavelmente motivado pelo extremismo islâmico.

Uma vigília prestou homenagem a David Amess, do Partido Conservador, morto nesta sexta-feira (15) a facadas durante um encontro com eleitores em uma igreja, em Essex, na Inglaterra. Um britânico de 25 anos foi preso.

Amess, de 69 anos, era membro do Parlamento desde 1983. Era casado e tinha cinco filhos.

Cinco anos atrás, em 2016, a deputada britânica Jo Cox foi assassinada e o criminoso foi condenado a prisão perpétua.

O parlamentar britânico Sir David Amess, do Partido Conservador, morreu após ser esfaqueado em Essex, na Inglaterra. — Foto: Getty Images/Via BBC
O parlamentar britânico Sir David Amess, do Partido Conservador, morreu após ser esfaqueado em Essex, na Inglaterra. (Foto: Reprodução/BBC)

Fonte: BBC

Scroll Up