Neve em São Paulo: forte frente fria pode provocar fenômeno no Estado

Os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo devem ter uma diminuição na temperatura nos próximos dias. Uma massa de ar polar vinda da Argentina vai atingir não só as as unidades da federação, mas também todo o Brasil a partir de quarta-feira (19).

O Sul e a região da divisa paulista com o Paraná, no entanto, poderão ter também neve e chuva congelada. As informações são do instituto MetSul, que afirma que a frente fria tem um potencial de ser “um evento histórico de frio e neve”. O fenômeno deve provocar ar gelado, nebulosidade e instabilidade em altas altitudes.

As simulações apontam diferentes previsões para a presença de neve. Algumas mostram o fenômeno apenas em regiões acostumadas com a intempérie, como o Planalto Sul Catarinense, os Aparatos da Serra do Rio Grande do Sul, o Norte Gaúcho, pontos do Oeste e Meio-Oeste Catarinense e o Planalto de Palmas no Paraná.

Mas outras mostram o fenômeno em locais, segundo o MetSul, “pouco acostumados a ver neve ou que não testemunham o fenômeno por décadas”. Entre eles “Uruguai, perto da cidade de Buenos Aires e nas províncias argentinas de Santa Fé e Entre Rios, na maior parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e até em Curitiba e no sul do estado de São Paulo”.

O MetSul afirma que “a probabilidade de neve é altíssima, mas que hoje não se pode fazer projeções precisas de quantidade e localização do fenômeno. O que pode e deve ser confirmado é que deve nevar. Somente nos próximos dias se terá um cenário mais claro”.

Fonte: Veja