“Não consigo largar o sal! O que eu faço?

Você sempre acha que está faltando sal em tudo? Joga só mais aquela pitadinha para dar mais sabor? Esse pouquinho pode ser o que faltava para você ter problemas. O SAL é parceiro número um do brasileiro na hora de temperar os alimentos. Mas o que a maioria não sabe é a respeito dos riscos que este excesso pode causar. A elevada ingestão de cloreto de sódio, o sal de cozinha, FAZ O ORGANISMO RETER MAIS LÍQUIDOS, PODENDO LEVAR AO AUMENTO DA PRESSÃO SANGUÍNEA, HIPERTENSÃO ARTERIAL E POSSÍVEL DOENÇA CARDIOVASCULAR. Se muito consumido, ele pode ainda prejudicar a função dos rins, bem como outros problemas de saúde.

 

Foto: Nataliia-Pyzhova1/istock

FAÇA TROCAS INTELIGENTES

Se você quer ter uma alimentação sem sal, mas temperada e gostosa, faça substituições espertas! Troque-o por temperos como gersal, estragão, orégano, sálvia, alecrim, tomilho, cominho, manjericão, salsicha e cebolinha. Além de conferir um sabor apurado à sua refeição, esses temperos naturais oferecem antioxidantes e anti-inflamatórios naturais.

Quer mais DICAS PARA SE LIVRAR OU DIMINUI ESSE VÍCIO?

Foto: janetleerhodes/istock

– Outra boa solução para diminuir o consumo excessivo, é substituir o sal branco refinado por sal rosa do Himalaia ou o sal da Finlândia, que são bons aliados também por apresentar menor teor de sódio.

– Tempere com especiarias para conferir sabor às preparações. O gersal que é mistura de gergelim e sal, com moderação, fica excelente em preparações diversas.

Foto: fotografiche/istock

– Faça cubos de tempero naturais. Congele as especiarias como tomilho, sálvia, orégano e alecrim com azeite extra-virgem e descongele no dia, para utilizar em preparações como quiches, assados, saladas e finalize com um pouco de sal do Himalaia ou de Sésamo, que pode ser encontrado em casa de produtos naturais.

– Uma sugestão de ter sabor sem sal é misturar limão, azeite, uma fruta como goji berry ou morango para fazer um molho agridoce. Fica saboroso e cheio de antioxidantes, que combatem o envelhecimento precoce.

Fonte: Daquidali

Scroll Up