Tumba de Solimão, o Magnífico é encontrada na Hungria

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A tumba na qual, reza a lenda, estaria o coração do sultão otomano Solimão, o Magnífico foi encontrada de forma “quase certa” na Hungria, garantiu nesta quarta-feira um pesquisador.

Solimão, o Magnífico, a quem os historiadores consideram como o governante otomano mais destacado, morreu em 1566 em Szigetvár, a 190 quilômetros ao sul de Budapeste, onde seu exército sitiava um castelo defendido pelas forças húngaras.

“Pode apostar que é [a tumba], é quase certo”, garantiu Norbert Pap, diretor da equipe de investigadores que iniciaram em outubro as escavações no local da descoberta.

O cadáver de Solimão, o Magnífico foi transportado para Istambul para ser enterrado mas, segundo a lenda, retiraram seu coração e os órgãos para sepultá-los no local onde morreu, explicou Pap.

As escavações, que foram suspendidas pela chegada do inverno na Europa, serão retomadas em abril e devem confirmar que trata-se da tumba, afirmou.

Os objetos encontrados no local e os ornamentos sobre os fragmentos da parede coincidem com os de seu túmulo em Istambul. A localização do túmulo também se encaixa com padrões históricos.

A equipe de investigadores começou a estudar a zona em 2013 e, em outubro, começou a cavar no local exato onde acredita-se que o sultão morreu, em setembro de 1566, quando tinha 71 anos.

A busca também revelou a presença de restos de uma mesquita, de um monastério e de outros edifícios, cuja localização coincide com a de uma cidade otomana chamada Turbek, que aparece num mapa medieval francês com a inscrição: “Aqui jaz Soliman”.

“A descoberta é extraordinária já que a cidade é única para a Hungria otomana”, garantiu Pap, professor de geografia na Universidade de Pecs, no sul da Hungria.

“Os otomanos costumavam ocupar cidades existentes nos territórios que conquistavam, ao invés de construir uma nova”, explicou.

Depois que o Império Austríaco dos Habsburgos retomou a Hungria dos turcos, no final do século XVII, o túmulo e a cidade foram destruídos.

Solimão, o Magnífico, que nasceu em 1494 e cujo reinado entre 1520 e 1566 foi o mais longo de um sultão, ampliou muito as fronteiras do Império Otomano, conquistando grandes territórios dos Bálcãs, do Oriente Médio e do norte da África.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes