Tiroteio deixa 14 mortos em centro de serviço social na Califórnia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um tiroteio deixou pelo menos 14 mortos e 14 feridos em um centro de serviço social na cidade de San Bernardino, a cerca de 100 quilômetros de Los Angeles, na Califórnia, segundo informações do xerife da polícia local, Jarrod Burguan. A porta-voz da polícia de San Bernardino, Vicki Cervantes, afirmou à imprensa que existem até três atiradores à solta, segundo o “Los Angeles Times”.

As autoridades informaram que ainda não sabem a motivação do crime. Agentes policiais e da SWAT cercaram a área da South Waterman Avenue, onde fica o Inland Regional Center, escritório que atende pessoas com deficiência. O ataque foi no centro de conferência do prédio. Segundo Cervantes, os suspeitos estão fortemente armados e possivelmente usando coletes à prova de balas. Os agentes revistam o prédio de porta em porta, segundo a porta-voz.

A polícia afirmou que testemunhas viram dois homens com longos fuzis, máscaras de esqui e colete chegando em um carro SUV preto. Há relatos de que eles fugiram no mesmo veículo.

— Vários atiradores entraram e começaram a atirar — disse Cervantes, de acordo com o “NYT”. — Fomos avisados que pelo menos um deles pode ter fugido do local em um SUV preto.

As autoridades receberam o chamado de socorro às 11h no horário local (17h no horário de Brasília). Uma fonte da polícia afirmou que a equipe antibombas encontrou um pacote suspeito no segundo andar do prédio e vai usar um robô para intervir.

O presidente americano, Barack Obama, foi informado de imediato sobre o incidente por sua conselheira de Segurança Interna, Lisa Monaco, que o está mantendo informado dos acontecimentos. Ele disse que não o padrão

— A única coisa que sabemos é que temos um padrão de tiroteios em massa no país que não tem comparação no mundo — disse Obama.

Ao saber do episódio, Hillary Clinton, concorrente da candidatura à Presidência dos EUA, escreveu no Twitter:

“Eu me recuso a aceitar isso como normal. Devemos agir para parar a violência das armas agora”, escreveu.

tiroteio-california-eua-2-021215

A polícia orientou pelo Twitter que área onde acontece a operação fosse evitada. Marcos Aguilera disse à rede de TV KABC-TV que sua esposa estava no local na hora do tiroteio. Ele afirmou que um atirador entrou no prédio e abriu fogo contra as pessoas:

— Ela se trancou no escritório dela. Eles viram corpos no chão — contou o homem à emissora.

Uma porta-voz do Centro Médico Loma Linda, que fica ao lado do local, disse que o hospital estava esperando pacientes momentaneamente:

— Estamos todos em estado de espera agora. Pode ser a qualquer minuto — disse Briana Pastorino.

Segundo a porta-voz do Departamento de Serviços de Desenvolvimento da California, Nancy Lungren, o centro é uma das 21 instalações gerenciadas pelo governo que oferece apoio a deficientes. O Inland Regional Center é um complexo de três prédios que emprega cerca de 670 funcionários em unidades em San Bernardino e em Riverside.

O incidente acontece cinco dias após Robert Lewis Denis, de 57 anos, abrir fogo em uma clínica de planejamento familiar em Colorado Springs, nos Estados Unidos, onde enfrentou a polícia durante horas, deixando três pessoas mortas e nove feridas, segundo as autoridades locais.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes