Sonda japonesa Akatsuki entra na órbita de Vênus

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Agência Aeroespacial do Japão (Jaxa) informou hoje (9) que a sonda japonesa Akatsuki entrou na órbita de Vênus, cinco anos depois do previsto, devido a problemas de propulsão que obrigaram o aparelho a ficar em volta do Sol.

A sonda levará três meses para se aproximar mais do planeta e para obter uma melhor trajetória, mas a equipe já recebeu as primeiras imagens onde se podem ver os gases que rodeiam Vênus, explicou o encarregado da missão, Masato Nakamura, em uma coletiva de imprensa.

“Hoje recebemos a primeira imagem e fiquei muito surpreso porque nunca vimos uma imagem tão boa como esta. Creio que podemos esperar muito [da Akatsuki]”, disse.

Em sua órbita atual, a sonda leva de 13 a 14 dias para dar uma volta completa em Vênus, mas nos próximos meses corrigirá sua trajetória para se posicionar de modo a conseguir fazê-la em cerca de nove dias.

A Jaxa espera que a sonda inicie suas operações regulares a partir de abril do próximo ano. A Sonda Akatsuki foi lançada em maio de 2010 com seis tipos de equipamento de observação para estudar as espessas nuvens sulfúricas que envolvem o planeta, além dos seus fenômenos vulcânicos e meteorológicos.

O Japão investiu 25,2 milhões de ienes (188 milhões de euros) na missão a Vênus.

Fonte: Agência Brasil

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes