Paquistão quer usar a ciência para fixar início do Ramadã e religiosos se opõem

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O governo paquistanês irritou os líderes religiosos conservadores ao propor que métodos científicos fossem usados para estabelecer o início do Ramadã, uma data que causa controvérsia a cada ano.

A aparição da lua nova determina o começo do mês mais sagrado do calendário muçulmano, junto com os festivais do Aid e o mês do duelo de Muharram.

No Paquistão, um “comitê de vigilância da lua” liderado por um religioso decidiu neste ano que o jejum começou na terça-feira, 7 de maio, embora muitos países muçulmanos tenham começado no dia anterior.

Todos os anos, “por ocasião do Ramadã, do Aid e do Muharram, surge uma controvérsia sobre a aparição da lua”, lamentou o ministro da Ciência, Fawad Chaudhry, em um recente vídeo no Twitter, explicando que viu membros desse comitê usarem um telescópio para chegar às suas conclusões.

“Quando existem meios modernos e podemos determinar uma data, por que não devemos usar as mais recentes tecnologias?”, questionou.

Seu ministério formará um novo comitê composto por cientistas, meteorologistas e a agência espacial paquistanesa para calcular as datas exatas do Ramadã nos próximos cinco anos, com “100% de precisão”.

A gestão do país “não pode ser deixada para os mulás (religiosos)”, disse ele em outro tuíte. O futuro tem que pertencer “aos jovens, não aos mulás”, acrescentou. “Apenas a tecnologia pode fazer a nação avançar”.

“Qualquer ministro que não conheça a sensibilidade da religião, que não a entende, não deve ter o direito de comentar livremente sobre questões religiosas”, disse o mufti Munib-ur-Rehman, chefe do comitê lunar, em uma coletiva de imprensa.

Seu comitê já tem membros da agência espacial e também trabalha com serviços meteorológicos.

Por muito tempo, o principal adversário do comitê era, no entanto, o mulá Shahabuddin Popalzai, um influente religioso em Peshawar, uma grande cidade do noroeste do país. Popalzai geralmente anuncia o início do Ramadã e do Aid um dia antes do comitê.

Embora essa divisão prejudique a unidade nacional e a harmonia social, todos os esforços que foram feitos para reconciliar Popalzai com o comitê central foram em vão.

O anúncio de Fawad Chaudhry também provocou divisões nas mídias sociais. Um internauta criticou a chegada ao poder do que ele considera um “bando de ignorantes”.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes