Pai de homem-bomba do Bataclan diz que teria matado o filho se soubesse de seu plano

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O pai de Fued Mohamed-Aggad, terceiro homem-bomba da casa de espetáculos Bataclan, afirmou que, até esta quarta-feira, ignorava que o filho era um dos autores dos atentados de Paris, e disse que o teria “matado antes caso soubesse o que o mesmo planejava”.

Depois de receber da Síria uma mensagem telefônica que informava a morte de Mohamed-Aggad, a própria família do jovem de 23 anos alertou a justiça francesa, que conseguiu assim identificá-lo formalmente no fim de semana passado, graças a exames de DNA, segundo uma fonte próxima ao caso.

A identificação foi confirmada nesta quarta-feira pelo primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

“Com certeza, estou surpreso”, afirmou Said Mohamed-Aggad à imprensa diante de sua casa em Bischheim, subúrbio de Estrasburgo.

Ele declarou que se soubesse o que o filho estava preparando, “o teria matado antes”. “Sabia que havia viajado para a Síria há dois anos, mas não que havia retornado”, disse.

“A última vez que o vi foi há dois anos, quando foi embora. Não tenho palavras, fiquei sabendo esta manhã, tenho que me recuperar”, completou.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes