México tenta conter caravana de migrantes que viaja rumo aos EUA

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Centenas de integrantes de uma caravana de migrantes de países da América Central continuaram nesta terça-feira (21) na fronteira entre México e Guatemala. Muitos deles desistiram de seguir a viagem rumo aos Estados Unidos diante do cerco policial. Outros conseguiram entrar em território mexicano e aguarda alguma solução das autoridades locais.

O chanceler do México, Marcelo Ebrard, informou que 2,4 mil migrantes entraram legalmente no país no fim de semana. Cerca de 1 mil deles, porém, pediu ajuda das autoridades mexicanas para voltar para casa.

Sob os olhos de soldados mexicanos, crianças hondurenhas brincam em campo para migrantes montados no México nesta terça-feira (21) — Foto: Marco Ugarte/AP Photo
Sob os olhos de soldados mexicanos, crianças hondurenhas brincam em campo para migrantes montados no México nesta terça-feira (21) (Fotos: Reprodução)
Migrantes cruzam rio a pé para chegar ao México a partir da Guatemala nesta terça-feira (21) — Foto: Moises Castillo/AP Photo
Migrantes cruzam rio a pé para chegar ao México a partir da Guatemala nesta terça-feira (21) (Foto: Reprodução)

Segundo o chanceler, a maioria dos migrantes voltou para Honduras — de onde sai a maior parte dos migrantes. O governo colocou 110 hondurenhos em um voo rumo à cidade de San Pedro Sula, e outros 114 retornaram em um ônibus.

Houve, ainda, aqueles que solicitaram refúgio no México ou vão tentar um visto de trabalho temporário no sul do país — algo que o governo mexicano propôs aos migrantes para tentar convencê-los a desistirem da ideia de seguir aos Estados Unidos e gerar ainda mais pressões diplomáticas com o governo de Donald Trump.

Isso porque, no ano passado, a Casa Branca ameaçou impor tarifas a produtos mexicanos caso o país vizinho não contivesse o fluxo migratório rumo aos Estados Unidos. Após o governo do presidente Andrés Manuel López Obrador tomar medidas como o envio de militares para a fronteira com a Guatemala, Trump desistiu das medidas.

Violência na fronteira

Migrantes que conseguiram chegar ao lado mexicano da fronteira entre o México e a Guatemala descansam nesta terça-feira (21) — Foto: Marco Ugarte/AP Photo
Migrantes que conseguiram chegar ao lado mexicano da fronteira entre o México e a Guatemala descansam nesta terça-feira (21) (Foto: Reprodução)

López Obrador afirmou nesta terça-feira que o governo mexicano pretende proteger os migrantes ao conter o avanço da caravana. “Se não cuidarmos deles, se não soubermos quem são, eles passam e seguem ao norte”, alertou o presidente.

“E aí gangues de criminosos pegam os migrantes e os agridem, porque foi assim que aconteceu antes”, acrescentou López Obrador.

As cenas de confusão vistas na fronteira entre México e Guatemala na segunda-feira preocuparam as autoridades mexicanas. Um grupo tentou forçar a passagem na ponte, enquanto outras pessoas seguiram pelo rio Suchiate, que separa os dois países. Houve tumulto, e crianças chegaram a se perder de suas famílias.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes