Mais de 60 chefes de Estado vão a Paris para centenário do fim da I Guerra

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Mais de 60 chefes de Estado e de Governo, incluindo Donald Trump, Vladimir Putin e Angela Merkel, irão em 11 de novembro a Paris para as comemorações do centenário do fim da Primeira Guerra Mundial.

O presidente da França, Emmanuel Macron, anfitrião do evento, fará um discurso no domingo, 11 de novembro, às 11 horas (8 horas em Brasília) sob o Arco do Triunfo, após o qual os dirigentes participarão de um Fórum sobre a Paz, que será aberto simbolicamente pela chanceler alemã, Angela Merkel.

Essa reunião poderia se converter em um encontro anual na capital francesa para promover um “multilateralismo reformado”, indicou a Presidência francesa.

Entre os latino-americanos espera-se a presença do presidente da Colômbia, Iván Duque, segundo fontes das Presidências colombiana e francesa.

No sábado, 10 de novembro, Macron e Merkel irão a Compiègne, a nordeste de Paris, onde foi assinado em 11 de novembro de 1918 entre o Império Alemão e os Aliados o armistício que acabou com a Grande Guerra.

“É o lugar da revanche e será o lugar da reconciliação final”, assinalou o Eliseu, sede da Presidência francesa.

“Seguiremos os passos de Helmut Kohl e François Mitterrand em 1984 em Verdun”, cuja imagem com as mãos entrelaçadas durante uma cerimônia se converteu em um dos símbolos mais fortes da reconciliação franco-alemã, acrescentou.

De 4 a 9 de novembro, Emmanuel Macron realizará uma viagem “memorial” a vários lugares da França marcados pelo conflito que durou de 1914 a 1918, como Verdun, onde foi travada uma das batalhas mais violentas dessa guerra.

As autoridades francesas também pediram a todas as comunas que façam soar os seus sinos em 11 de novembro às 11 horas, horário que o cessar-fogo se fez efetivo.

Nas fileiras militares, a Primeira Guerra Mundial deixou 10 milhões de mortos e 20 milhões de feridos.

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes