Justiça dos EUA inocenta suposto mafioso que inspirou filme Bons Companheiros

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Vincent Asaro, de 80 anos, foi inocentado de uma série de crimes, extorsões e um assassinato. Os jurados de uma corte federal do Brooklyn, em Nova York, recusaram as denúncias apoiadas em evidências colhidas pelo FBI, a polícia federal norte-americana. A decisão do juri deixou promotores surpresos.

Ao deixar a corte na noite de quinta-feira (12), depois de quase dois anos preso, Vicent Asaro disse aos jornalistas para que não acreditassem em tudo que veem nos filmes. Ele contou que pretendia fazer uma boa refeição e rever a família.

A acusação mais conhecida contra Asaro era que o suposto mafioso ajudou a planejar, há 37 anos, um roubo que nunca foi completamente desvendado. Um grupo de ladrões assaltou um terminal de cargas da companhia aérea Lufthansa, em Nova York, e levou US$ 5 milhõess em dinheiro e US$1 milhão em joias. A história inspirou o filme Os Bons Companheiros, de Martin Scorsese, estrelado, em 1990, por Robert DeNiro.

Se condenado, Vicent Asaro poderia pegar prisão perpétua. Durante as três semanas de julgamento, os promotores afirmaram que Assaro, filho e neto de mafiosos de Nova York, cometeu crimes em nome de sua família na máfia, chamada de Bonannos.

As advogadas de defesa convenceram o júri com o argumento de que as testemunhas ouvidas pelo FBI eram criminosos mentirosos profissionais e que falaram em troca de penas mais leves.

Fonte: Agência Brasil

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes