Casal vai receber clone de seu cachorro que morreu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Há muitos anos a discussão sobre a clonagem causa polêmica no mundo. Os limites da técnica, por exemplo, estão na maioria das pautas. Mas uma história ocorrida no Reino Unido mostra o lado mais passional desse tipo de procedimento.

Laura Jacques e Richard Remde, de Yorkshire, serão o primeiro casal britânico e ter um cachorro morto clonado. O animal será um clone do cão antigo do casal, Dylan, que morreu aos oito anos, em junho passado, por conta de um tumor no cérebro.

O procedimento acontecerá em uma clínica de biotecnologia da Coreia do Sul e não será nada barato. Estima-se que o casal gastará o equivalente a R$ 400 mil para ter seu cachorro morto “de volta”. Mesmo assim, o procedimento segue causando polêmica.

“Quando aconteceu [a morte de Dylan], foi um choque para mim e para o meu marido. Não temos filhos e Dylan era como se fosse um para nós, então achamos que esse tipo de procedimento pode nos ajudar a ter a felicidade que tínhamos com ele de novo”, explica Laura.

Recentemente, uma cadela chamada Mini Winnie foi clonado. Ela nasceu em março de 2014, com o detalhe que sua mãe, de quem foi clonada, ainda estava viva, o que faz do “novo Dylan” um caso inédito e raro no mundo da ciência.

A clonagem de cachorros começou na Coreia do Sul em 2005. Entre os procedimentos, os donos do animal morto tiveram que mantê-lo congelado no freezer de sua casa até que uma equipe viesse retirar o DNA usado para a clonagem. Não a toa, o procedimento recebeu uma enxurrada de críticas

Fonte: Yahoo!

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes