Canil ilegal cortava as cordas vocais dos cães para não latirem, na Espanha

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Polícia Nacional da Espanha resgatou 270 cães de dois canis irregulares na periferia de Madri nesta quinta-feira (23). Cinco pessoas foram presas — entre elas, dois veterinários.

De acordo com a polícia, os cachorros eram, na maioria, das raças chihuahua e lulu da pomerânia. Eles estavam enjaulados em pequenas gaiolas, às vezes com mais de um animal em cada uma. Alguns deles tiveram as cordas vocais cortadas para que não alertassem os vizinhos.

Nas imagens divulgadas pela polícia espanhola, dá para ver que alguns dos cães estavam com a pele bastante danificada. Os policiais encontraram, ainda, dois cães mortos. Os corpos, congelados, estavam embrulhados em jornais.

Os cachorros agora estão em abrigos de organizações voluntárias. Eles aguardam a Justiça decidir o destino dos animais.

Filhote resgatado foi encontrado em caixa de papelão na periferia de Madri, na Espanha, nesta quinta-feira (23) — Foto: Policia Nacional via Reuters
Filhote resgatado foi encontrado em caixa de papelão na periferia de Madri, na Espanha, nesta quinta-feira (23) (Fotos: Policia Nacional)

O grupo detido se tornou um dos maiores distribuidores de chihuahuas e lulus da pomerânia para venda na Espanha. A quadrilha usava as redes sociais para divulgar os animais, de acordo com a agência Reuters.

O jornal “El País” relata que os cães eram vendidos por até 3 mil euros, valor equivalente a R$ 13,8 mil. Segundo a polícia, o grupo lucrou mais de 2 milhões de euros — R$ 9,2 milhões — em mais de 10 anos de operação.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes