Motociclista vítima de acidente em rodovia é pai de jovem que morreu após briga entre vizinhos

O morador de Pilar do Sul (SP) que morreu em um acidente de moto na Rodovia Senador José Ermírio de Moraes (SP-75), em Sorocaba (SP), na sexta-feira (10), é pai do jovem Leonardo Proença Almeida, de 29 anos, que foi agredido e morto durante uma discussão entre vizinhos em um condomínio da zona norte de Sorocaba, em janeiro deste ano.

Milton Gomes de Almeida, de 49 anos, era vigilante e voltava para Pilar do Sul quando perdeu o controle da moto e atingiu outro motociclista. Os dois ficaram gravemente feridos e foram levados ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), mas ele não resistiu aos ferimentos.

Equipes da Polícia Rodoviária tentaram encontrar testemunhas após o acidente, mas não tiveram sucesso. Por conta disso, o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo e as motos foram apreendidas. O acidente será investigado pelo 6º Distrito Policial de Sorocaba.

De acordo com a funerária, o corpo de Milton será velado e sepultado no Cemitério São João Batista, em Pilar do Sul, mesmo local onde o filho da vítima foi enterrado, na tarde deste sábado (11).

Milton Gomes de Almeida, de 49 anos, morreu após se envolver em acidente na Rodovia Senador José Ermírio de Moraes, em Sorocaba (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)

Confusão em condomínio

Milton, também conhecido como Pretto Segurança, chegou a conversar sobre um dos seus quatro filhos, Leonardo Proença, que morreu depois de ter sido agredido com uma pedra e um pedaço de madeira durante uma discussão com vizinhos de um condomínio, no dia 24 de janeiro.

Segundo o boletim de ocorrência, no dia da confusão, Milton e Leonardo haviam ido até o apartamento dos pais de uma criança de 11 anos. O menino, segundo o registro, estaria agredindo o filho mais jovem de Milton e irmão de Leonardo.

Ainda conforme o BO, os dois já haviam tentado conversar com os vizinhos sobre o ocorrido dias antes da briga. Entretanto, a criança de cinco anos teria sido agredida novamente, o que levou Leonardo e o pai a tentarem um novo diálogo com os pais do garoto.

Ao chegarem ao apartamento, de acordo com o boletim, Leonardo e Milton foram agredidos fisicamente e verbalmente pelo casal. Durante a confusão, Milton teria sido empurrado e caído da escada.

Em seguida, os dois teriam tentado fugir, mas Leonardo acabou sendo agredido várias vezes na cabeça com uma pedra pelo engenheiro civil Emerson Cleucio Almeida.

Milton Gomes de Almeida e Leonardo Proença Almeida eram de Pilar do Sul (SP) — Foto: G1 - Arquivo pessoal
Milton Gomes de Almeida e Leonardo Proença Almeida eram de Pilar do Sul (SP) (Foto: Arquivo pessoal)

Após a confusão, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer Leonardo. Ele foi levado para o Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu aos ferimentos.

O suspeito de agredir o rapaz foi detido em flagrante após ter sido identificado por policiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic). Ele passou por audiência de custódia e permaneceu preso por homicídio com motivo fútil.

À polícia, em interrogatório, Emerson confessou que se desentendeu com Leonardo e Milton porque seus filhos estavam brigando frequentemente no condomínio onde moram. Ele disse ainda que, diante de supostas ameaças sofridas, partiu para a agressão contra Leonardo e Milton.

Fonte: G1

Scroll Up