Ministério Público envia ofício a Governo, aprova protocolo e abre caminho para volta do Paulistão

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira, o Ministério Público de São Paulo informou que enviou ofício do Comitê de Crise Covid-19 ao governador de São Paulo, João Dória (PSDB), abrindo caminho para o retorno dos jogos do Campeonato Paulista.

Após diálogos e um novo protocolo discutido e estabelecido com a Federação Paulista de Futebol em reunião na quarta-feira, o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarubbo, diz no ofício enviado ao Governo que houve “avanço positivo diante do contexto” estabelecido pelo início da fase emergencial no estado, em 11 de março.

Uma das mudanças no protocolo que devem ser implementadas é a obrigação de realização, nos dias dos jogos, de testes de detecção da Covid-19. A nova versão teve aval do MP. Agora, a liberação da atividade esportiva é decisão do Governo do Estado por meio de outro decreto.

Em caso de definição nesta sexta, há expectativa de que partidas já sejam realizadas no sábado, desde que com concordância do governo estadual.

Nas últimas semanas, Federação Paulista e Ministério Público vinham trabalhando em modificações nos protocolos de controle da pandemia no futebol. O MP sugeriu, entre outras medidas, testes de Covid realizados uma hora antes de cada partida – sugestão que a Federação Paulista, inicialmente, achou difícil de ser aplicada.

Enquanto isso, a FPF esboçava uma tabela para a retomada do futebol, com jogos ainda nesta semana. Mas tudo dependia de uma sinalização positiva do MP e do governo estadual.

Uma outra questão que entrou em debate foi a possibilidade de levar ao Tribunal de Justiça Desportiva os atletas que infringirem as regras de isolamento estipuladas. Neste cenário, aconteceu o episódio envolvendo o atacante Luiz Adriano, do Palmeiras. Mesmo com resultado positivo para Covid, ele foi a um supermercado e atropelou uma pessoa na saída do local. Acabou multado pelo clube.

O Campeonato Paulista está paralisado desde 15 de março, depois de o governo estadual anunciar que São Paulo entraria na fase emergencial do plano de combate à propagação da Covid. Inicialmente, a pausa iria até o dia 30 de março, mas depois foi estendida a 11 de abril.

A Federação Paulista de Futebol, insatisfeita com a paralisação, passou a arquitetar formas de manter o campeonato em andamento. O máximo que conseguiu, porém, foi levar dois jogos a Volta Redonda-RJ: Mirassol 0 x 1 Corinthians, pela quinta rodada, e São Bento 1 x 1 Palmeiras, pela terceira.

Veja a nota do Ministério Público:

“Nesta quinta-feira (8/4), o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, encaminhou ofício ao governador João Doria, informando sobre a manifestação do coordenador do Grupo Trabalho de Enfrentamento à Covid-9 do MPSP sobre o protocolo de retomada das atividades de futebol da série A1 do Campeonato Paulista, que foi apresentado pela Federação Paulista de Futebol. Sarrubbo anotou tratar-se de “um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do Decreto de 11 de março”, que estabeleceu a fase emergencial em todo o Estado. O novo protocolo da FPF, discutido com representantes da Procuradoria-Geral de Justiça e do grupo de trabalho, é “produto de diálogo estabelecido entre esta Instituição e a Federação Paulista de Futebol, em várias reuniões realizadas durante as últimas semanas”.”

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes