22 de junho, 2024

Últimas:

Ministério da Integração lança Comitê de Gênero, Raça e Diversidade

Anúncios

O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional lançou nesta segunda-feira (3) o Comitê Permanente de Gênero, Raça e Diversidade. A proposta é garantir o atendimento a questões de igualdade de gênero e étnico-racial, além do respeito à diversidade na elaboração de políticas públicas da pasta. 

De acordo com o ministério, caberá ao comitê realizar diagnósticos, solicitar pareceres e estudos e construir um plano de ação com propostas a serem incorporadas a programas e ações da pasta e de entidades vinculadas, para a construção de políticas públicas inclusivas “destinadas a reparar distorções e desigualdades sociais, de gênero, de raça/etnia e diversidade”. 

Anúncios

Brasília (DF) 03/04/2023 O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Waldez Goés, e a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, durante o lançamento do Comitê Permanente de Gênero, Raça e Diversidade. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Waldez Goés, e a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, durante o lançamento do Comitê Permanente de Gênero, Raça e Diversidade. (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil)

Durante a cerimônia de abertura, o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góez, destacou a importância da transversalidade em todo esse processo. “Um país de dimensão continental tem muitas diferenças, muitas desigualdades. Às vezes, dentro de um mesmo estado. Em termos de indicadores macros, PIB [Produto Interno Bruto], renda, está bem. Mas, quando você vai para os recortes, há muitas injustiças, de norte a sul do país”. 

Brasília (DF) 03/04/2023 O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), Waldez Goés, e a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, durante o lançamento do Comitê Permanente de Gênero, Raça e Diversidade. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
Ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Goés, e a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil)

“Obviamente que nenhum de nós tem a pretensão de virar essa página muito rápido, mas todos nós temos que ter o compromisso de frear o problema e passar a atuar para diminuir o problema, sejam as desigualdades regionais, seja a inclusão de negros, índios, caboclos, mulheres, LGBTQIA+, pessoas com algum tipo de deficiência.” 

Anúncios

Também presente na solenidade, a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, reforçou o papel da transversalidade e das parcerias com diversas pastas para a implementação de políticas públicas. “É por meio de atos como esses, de demonstração de parceria e de vontade, que a gente vai conseguir”, disse. 

“Toda vez que a gente tem uma vitória, como estabelecer um comitê, como olhar para uma mesa tão bonita como essa e os seus arredores, isso dá a sensação de novos ares de fato e que a gente está conseguindo colocar em concretude a transversalidade”, concluiu. 

Fonte: Agência Brasil – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Levantamento divulgado nesta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança...

Categorias