22 de junho, 2024

Últimas:

Militares de Israel resgatam corpos de três pessoas sequestradas pelo Hamas em rave no dia 7 de outubro

Anúncios

As Forças de Defesa de Israel (FDI) recuperaram os corpos de três pessoas que foram sequestradas no Nova Music Festival, festa rave que ocorria no dia dos ataques terroristas do Hamas em 7 de outubro de 2023.

Em nota publicada nas redes sociais, Israel confirmou que levou de volta ao país os restos mortais de Shani Louk, Amit Buskila e Yitzhak Gelernter. Elas teriam sido mortas no próprio dia 7 de outubro.

Anúncios

“Os corpos dos reféns foram recuperados durante uma operação conjunta das Forças de Desfesa de Israel (IDF) e da ISA (ou Shin Bet, agência de inteligência), baseada em informações de inteligência obtidas pela ISA durante interrogatórios de terroristas que foram apreendidos na Faixa de Gaza “, diz a nota dos militares.

Yitzhak Gelernter, Shani Louk e Amit Buskila (da esquerda para a direita); montagem divulgada pelas Forças de Defesa de Israel em 17 de maio de 2024. (Foto: Forças de Defesa de Israel/Reprodução/Redes sociais)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, expressou condolências às famílias e disse que “vamos recuperar todos os reféns, vivos ou mortos”.

Anúncios

Shani Louk era uma DJ de origem alemã de 23 anos. O caso dela ganhou destaque após sua mãe gravar vídeos de apelo para que a filha fosse resgatada. Já se sabia desde 30 de outubro que ela estava morta.

Segundo sua mãe, Ricarda, Shani aparece em um vídeo que mostra o corpo de uma mulher seminua na traseira de uma caminhonete conduzida por integrantes armados do Hamas, grupo terrorista que atua nos Territórios Palestinos.

Amit Buskila tinha 28 anos e era da cidade israelense de Ashdod. Ela tinha feito contato pela última vez com a família ao ligar para o tio enquanto a rave estava sendo invadida pelos terroristas.

No dia dos ataques, mais de 250 pessoas foram sequestradas e 128 permanecem em cativeiro em Gaza, das quais o Exército acredita que 38 estejam mortos. O atentado do Hamas no sul de Israel matou ao todo mais de 1.200 pessoas, a maioria civis.

A ofensiva de represália de Israel na Faixa de Gaza matou mais de 35 mil pessoas, a maioria civis, segundo o Ministério da Saúde do Hamas, que governa Gaza desde 2007.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Levantamento divulgado nesta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança...

Categorias