Menino que tentou negociar casa com parcelas de R$ 50 consegue comprar imóvel e realizar sonho

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Um menino de nove anos conseguiu realizar o sonho dele e da família ao comprar uma casa em Maringá, no norte do Paraná. O dinheiro veio de uma vaquinha feita pela internet após a criança tentar negociar um imóvel com parcelas mensais de R$ 50.

João Bernardo ficou conhecido em setembro deste ano quando a história dele viralizou nas redes sociais. Ele fez uma oferta em um aplicativo de vendas para comprar uma casa em Sergipe pagando R$ 50 por mês, até juntar R$ 110 mil.

A mãe do menino, a diarista Daiana Campiolo, de 38 anos, publicou a troca de mensagens que João Bernardo teve com o vendedor da casa em uma rede social.

Depois disso, uma vaquinha acabou sendo feita na internet. A campanha arrecadou cerca de R$ 225 mil e, finalmente, a família pôde comprar a tão sonhada casa própria. Mais de 4 mil pessoas participaram.

“Eu estava esperando mesmo por esse dia. Não vejo a hora”, comentou João.

A família já preparou a mudança e aguarda os últimos ajustes na casa para entrar no novo lar.

“Só tenho a agradecer todo mundo que ajudou no nosso sonho, que se sensibilizou com a história do João”, disse Daiana.

João Bernardo mora com a mãe, Daiane, e o irmão, Kauan, em Maringá — Foto: Arquivo pessoal
João Bernardo mora com a mãe, Daiane, e o irmão, Kauan, em Maringá (Foto: Arquivo pessoal)

Vida de aluguel

Em setembro, enquanto tentava negociar uma casa com parcelas mensais de R$ 50, João argumentou com o vendedor que queria comprar a residência, mas não tinha tanto dinheiro,

Na troca de mensagens, o menino escreveu que o aluguel que a mãe pagava era muito caro e que a casa onde eles moravam era pequena.

A mãe de João contou que o menino alimenta o sonho de comprar uma casa desde que o pai dele morreu, há dois anos.

Após a perda, a família enfrentou dificuldades financeiras, teve que sair da casa onde morava e se mudou para uma quitinete.

João também começou a juntar dinheiro guardando moedas e depositando em um cofrinho para comprar a tão sonhada residência.

Com a repercussão da história, uma vaquinha foi criada por uma voluntária. Em menos de 24 horas a campanha atingiu a meta estipulada, de R$ 160 mil.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes