Médicos do HC de Botucatu preparam-se para realizar segunda cirurgia de crânio com implante

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A equipe multidisciplinar do Serviço de Cirurgia de Craniofacial do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), coordenada pelo professor Aristides Augusto Palhares Neto, do Departamento de Cirurgia e Ortopedia da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) e pelo Dr. Pedro T. Hamamoto, neurocirurgião do Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria, prepara-se para um novo desafio: realizar a segunda cirurgia de crânio com implante. Desta vez, o procedimento será realizado em um paciente adulto que teve sequelas após um acidente automobilístico.

Dr. Aristides Augusto Palhares Neto  (4 toques)
Dr. Aristides Augusto Palhares Neto
(4 toques)

A ação que foi realizada pela primeira vez no último dia 31 de agosto, no HCFMB, em parceria com a equipe do Centro Avançado de Desenvolvimentos de Produtos (CADEP), coordenado pelo professor Osmar Vicente Rodrigues, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, (FAAC), da Unesp – Câmpus Bauru. O implante, feito em um paciente de apenas seis anos, no centro cirúrgico do HCFMB, foi considerado um sucesso.

Primeiro implante

O implante teve como base apenas um arquivo de Tomografia Computadorizada que usou seus recursos de tratamento de imagens e impressão 3D para produzir um protótipo personalizado do trauma do paciente, em acrílico. O implante se encaixou perfeitamente a região correspondente à falta de massa óssea, conforme previsto, o que colaborou para que a cirurgia transcorresse com tranquilidade. “Em breve essa criança poderá, dentre outras atividades, volta a brincar e a jogar futebol, esporte que ele tanto gosta, mas que há quatro anos estava impedido de fazê-lo em função de risco de um trauma direto no cérebro”, constata Dr. Palhares.
Cirurgia Craniofacial no HCFMB

Inaugurado em 2011, o Serviço de Cirurgia Craniofacial do HCFMB tornou-se um dos poucos centros do país em condições de realizar procedimentos de alta complexidade na correção desse tipo de anomalia. A unidade dispõe da estrutura necessária para a realização dos procedimentos, que incluirão, entre outras, intervenções intracranianas. Os pacientes poderão ser encaminhados por outros centros ou até mesmo pela rede básica de saúde.

A cirurgia craniofacial é uma área de atuação da Cirurgia Plástica e atende a portadores de deformidades congênitas e traumas do crânio e da face. Através dela, deformidades severas do crânio e da face, que no passado recebiam tratamento insuficientes ou eram corrigidas com grande dificuldade, são hoje melhor reconstruídas utilizando novas técnicas cirúrgicas. Essas técnicas podem contribuir também na retirada de tumores.

Fonte: 4 toques – Assessoria de Imprensa

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes