Marido tenta matar esposa após flagrar filme pornô no celular dela

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Mulher se jogou da janela após ser ameaçada e agredida (Foto: Guilherme Lucio da Rocha/G1)

Uma mulher pulou da janela de casa, de uma altura de cerca de cinco metros, para fugir das agressões e ameaças de morte do marido, em Santos, no litoral de São Paulo, nesta sexta-feira (11). O motivo da discussão seria um vídeo com conteúdo pornográfico encontrado no celular da vítima.

O G1 conversou com o filho do casal, de 15 anos, que presenciou parte da ação. Segundo ele, há cerca de uma semana, a mãe, uma mecânica de 40 anos, avisou o marido, Ramon Gonçalves Farias, também de 40, que estava pensando em separação.

“Na madrugada, por volta das 5h, escutei uma gritaria e uma voz de homem dizendo ‘vou te matar’. Nesse momento, pensei que era um assalto e pulei da janela do meu quarto para a casa do vizinho”, explica o adolescente.

Segundo o relato da vítima à Polícia Civil, após agredí-la com socos, o homem foi até a cozinha da residência. Com medo de que o marido a matasse com golpes de faca, ela decidiu pular da janela da residência, que fica na Avenida Pinheiro Machado, no bairro Vila Belmiro.

Quando voltou para casa, o filho do casal conversou com uma de suas tias, que contou mais detalhes sobre o episódio. “Ela me disse que tudo começou porque meu pai viu um vídeo de sexo no celular da minha mãe. Ela não estava no vídeo, mas ele anda paranóico, creio que por conta da separação. Acho que foi uma atitude inadequada da parte dele. Ele achou que era ela no vídeo”, diz o jovem.

Depois de andar poucos metros, ferida, a vítima encontrou uma viatura da Polícia Militar e avisou os agentes sobre o ocorrido. As autoridades foram até o local, onde encontraram Farias, que negou qualquer tipo de agressão ou ameaça. Segundo o suspeito, houve apenas uma discussão entre o casal, e ela pulou “repentinamente” pela janela.

A mecânica e seu filho sofreram ferimentos na perna e foram encaminhados ao Pronto Socorro Central de Santos.

Ramon foi indiciado em flagrante por lesão corporal e levado para a cadeia anexa ao 5º Distrito Policial do município, onde permanece à disposição da Justiça. O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Santos e encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), para diligências posteriores.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes