Marido mata mulher em Cuiabá e simula afogamento em rio, diz polícia

Um jovem de 28 anos foi preso pela Polícia Civil suspeito de matar a própria esposa, em Cuiabá. Ele teria esganado a vítima, de 18 anos, e simulado um afogamento, no Rio Coxipó do Ouro, de acordo com a Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). O crime ocorreu na terça-feira (15) e o suspeito foi preso na quarta-feira (16).

Segundo a DHPP, o corpo da vítima foi localizado boiando às margens do rio. O marido foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio quatro vezes qualificado, motivo torpe, emprego de meio cruel, pelo recurso que dificulta a defesa da vítima, e por ser cometido contra a mulher. Entretanto, a polícia não sabe o que teria motivado o crime.

As investigações revelaram que o casal esteve na última terça-feira no Rio Coxipó do Ouro, em momento de lazer com a família. No final da tarde, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) teria sido acionado para atender uma ocorrência de afogamento e a vítima era a esposa do rapaz.

Com a verificação da morte, a equipe da DHPP também foi acionada pela equipe do Samu e os policiais levaram o marido para prestar esclarecimentos na delegacia. Os suspeito e a jovem eram casados desde quando a vítima tinha 12 anos de idade e tinham dois filhos.

Durante depoimento, o homem contou que foi passear com a esposa para se refrescar, tomaram banho de rio e consumiram bebidas alcoólicas. Na ocasião, o marido lamentou pelo incidente, chorou e afirmou que a mulher tinha se afogado. Em seguida, foi liberado pela polícia.

Porém, na quarta-feira, os laudos periciais constaram que a causa morte da vítima foi por esganadura e não afogamento como afirmou o esposo. Ainda em diligências, os investigadores da DHPP descobriram que o suspeito tinha saído do Instituto Médico Legal (IML) para fazer a liberação do corpo da esposa e receber a declaração de óbito.

Diante dos fatos, os policiais civis prenderam o marido no Bairro Bandeirantes. O preso tem passagem pela polícia por estupro de vulnerável contra a esposa, porque no início do relacionamento do casal ela tinha apenas 12 anos.

Fonte: G1

Scroll Up