25 de maio, 2024

Últimas:

Manifestantes do MST ocupam fazenda durante protesto em Agudos

Anúncios

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocuparam a fazenda Globo Suinã, localizada no distrito de Domélia, em Agudos, no interior de SP. Segundo o MST, a área é improdutiva e pública, o que o proprietário nega. Uma empresa do setor de energia e alimentos é dona do local.

De acordo com o MST, a terra foi tomada nesta segunda-feira (15) por cerca de 300 famílias em uma ação que faz parte da Jornada Nacional em Defesa da Reforma Agrária.

Anúncios

Manifestantes do MST ocuparam fazenda em distrito de Agudos (Foto: Matheus Faustino Constante/ MST/Divulgação

Ainda segundo o movimento, a área, de aproximadamente 850 hectares, faz parte do Núcleo Colonial Monções e estaria ilegalmente arrendada para a Usina Zilor Lorenzetti, que tem sede em Lençóis Paulista (SP). O MST reivindica que as terras, que considera públicas, sejam destinadas para as famílias acampadas na região.

O terreno também é reivindicado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) como sendo de sua propriedade.

Anúncios

O que diz o outro lado?

Em nota, a Empresa Zilor Energia e Alimentos informou que o local ocupado é uma propriedade particular, sendo aproximadamente 63% da área legalmente arrendada para o cultivo de cana-de-açúcar.

Ainda de acordo com a Zilor, a área é produtiva e não foi arrendada pela União para empresa, portanto, não são terras públicas destinadas para a formação de assentamentos.

PM acompanhou a ação

Durante a ocupação, a Polícia Militar de São Paulo informou que esteve no local para acompanhar a ação em uma fazenda arrendada que atualmente cultiva cana de açúcar.

A corporação afirma que identificou a presença de aproximadamente 150 pessoas, integrantes do MST, já instalados na sede da propriedade.

Ainda segundo a PM, o caseiro, que se encontrava no local no momento da invasão, não se feriu. “O proprietário foi orientado sobre a necessidade do registro dos fatos na polícia judiciária e demais medidas legais cabíveis”, diz nota da PM.

Famílias ligadas ao MST ocupam fazenda na região de Bauru (Foto: Matheus Faustino Constante/ MST/ Divulgação)

Programa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta segunda-feira (15) que quer mostrar para o Brasil quais terras podem ser utilizadas para a reforma agrária “sem muita briga”.

Por isso, Lula afirmou que pediu ao ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, para fazer um levantamento de todas terras que poderiam ser usadas para essa finalidade.

A declaração foi dada durante o lançamento, no Palácio do Planalto, da nova estratégia para assentar mais famílias agricultoras. O lançamento do programa acontece num momento em que ocorrem várias ocupações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) pelo país.

Fonte: G1

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Florisval Marques Lara – 77 anos Sepultamento Cemitério Portal das Cruzes 25/05/24 às 16h Velório Complexo Funerário Orlando Panhozzi...

Categorias