Manicure diz reconhecer cliente morta em Bucha, na Ucrânia, após divulgação de foto pela imprensa internacional

Uma manicure disse ter reconhecido uma de suas clientes morta no massacre na cidade de Bucha, na Ucrânia, após divulgação de uma foto que mostrava apenas uma de suas mãos pela imprensa internacional.

A imagem acima, de uma mão feminina em meio a destruição, foi feita pela fotógrafa da agência Reuters, Zohra Bensemra, após a liberação da cidade pelas forças russas.

Imagem de mão de mulher morta feita após a saída das tropas russas de Bucha, na Ucrânia, em 2 de abril de 2022 — Foto: Zohra Bensemra/Reuters
Imagem de mão de mulher morta feita após a saída das tropas russas de Bucha, na Ucrânia, em 2 de abril de 2022 (Foto: Reprodução)

Dezenas de corpos foram encontrados na cidade, que fica na região de Kiev, assim que voluntários e jornalistas puderam acessar o local.

A manicure Anastasia compartilhou em uma rede social uma mensagem bastante emotiva que mostra Irina se maquiando com o mesmo detalhe de coração nas unhas.

Foto divulgada pela manicure e esteticista mostra Irina se maquiando com o detalhe de coração nas unhas — Foto: Reprpdução/Instagram/@subacheva_mua
Foto divulgada pela manicure e esteticista mostra Irina se maquiando com o detalhe de coração nas unhas (Foto: Reprodução/Instagram/@subacheva_mua)

“Imediatamente senti que essa foto me machucava, e não conseguia entender o porquê”, escreveu a manicure. “A mulher nesta foto é minha cliente Irina.”

Anastasia relatou que Irina participava de “aulas de maquiagem” no salão em que trabalhava, e que se encontrou com ela, pela última vez, um dia antes do início da invasão russa.

Foto monstra Irina com as unhas feitas — Foto: Reprodução/Telegram
Foto monstra Irina com as unhas feitas (Foto: Reprodução/Telegram)

Moradora da cidade de Bucha, Irina estava desaparecida desde 5 de março, quando uma postagem no Facebook pedia informações sobre seu paradeiro.

Segundo a mensagem compartilhada por residentes da cidade invadida pelas tropas russas, ela teria desaparecido após um ataque entre as cidades de Irpin e Bucha.

Cartaz divulgado em 30 de março diz que Irina estaria desaparecida desde 5 de março, após bombardeio — Foto: Reprodução/Facebook/Kostya Harashchenko
Cartaz divulgado em 30 de março diz que Irina estaria desaparecida desde 5 de março, após bombardeio (Foto: Reprodução/Facebook/Kostya Harashchenko)

Olga, filha de Irina, escreveu em uma rede social nesta terça-feira (5) que não tinha notícias da mãe há pelo menos um mês. Ela também reconheceu Irina pela foto de sua mão.

“Tudo o que posso fazer é chorar, e às vezes nem isso funciona”, escreveu a filha.

Ela disse ainda que a mão de sua mãe – em destaque na foto da Reuters – se tornaria “uma mão de esperança” para a Ucrânia.

Postagem da filha de Irina — Foto: Reprodução/Instagram
Postagem da filha de Irina (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte: Yahoo!

Últimas

Ninguém acerta e prêmio da Mega-Sena vai a R$ 65 milhões

21/05/2022

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.483 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (21) no Espaço...

Categorias