Mais de 5 mil civis já morreram na guerra da Ucrânia, diz agência da ONU

Em quase 150 dias de ataques e bombardeios, a guerra na Ucrânia já deixou mais de 5 mil civis mortos no país. O balanço foi feito pela agência de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas(ACNUDH) e divulgado nesta terça-feira (12).

A agência, que tem dezenas de monitores de direitos humanos no país, disse em sua atualização semanal que 5.024 pessoas morreram e 6.520 ficaram feridas.

Embora este seja o balanço oficial, a ACNUDH afirma que o número de mortos é, provavelmente, bem maior. Isso porque os monitores que fazem a contagem de mortos não conseguem chegar em áreas dominadas há meses por forças russas, como vilarejos no leste do país e a cidade de Mariupol, no sul da Ucrânia.

Um dos exemplos é Bucha, a cidade a 60 quilômetros de Kiev que ficou mais de um mês sob controle da Rússia, no início da invasão. Quando as tropas russas se retiraram de toda a região da capital ucraniana, no fim de março, dezenas de corpos foram encontrados pelas ruas da cidade.

Em Mariupol, centenas de mortes também foram relatadas. A cidade, no entanto, está até hoje sob domínio de Moscou.

Corpos de civis nas ruas de Bucha, cidade próxima a Kiev que ficou semanas sob domínio russo e virou um dos símbolos da guerra na Ucrânia. (Foto: Reprodução)

Contra-ataque

Também nesta terça-feira (12), em uma contraofensiva para tentar recuperar seus territórios, a Ucrânia bombardeou a região de Kherson, no sul do país, atualmente sob domínio da Rússia. Ao menos sete pessoas morreram e quase 60 ficaram feridas, segundo anunciaram as forças de ocupação de Moscou.

Fonte: G1