01 março, 2024

Últimas:

Mãe doará rim em vida para o próprio filho. Cirurgia será feita no HC de Botucatu

Anúncios

Há quem diga que não há limites para uma mãe demonstrar o quanto ama o filho. Algumas chegam a dizer que seria capaz de dar parte de sua vida em troca do bem estar dele. Na maioria das vezes, as mãe não falam em vão. Este é o caso da moradora de Presidente Prudente (SP) Joyce Bezerra dos Santos, que irá doar o rim para o próprio filho Ryan Silva de Lima.

O jovem sabe bem o significado de lutar pela sobrevivência. Ele, que manda bem nos jogos de computador e no console, demonstra que essa sabedoria vai além do passatempo. As marcas nos braços mostram que a luta dele é diferente.

Anúncios

Aos 20 anos, Ryan não tem mais os dois rins e precisa fazer hemodiálise três vezes por semana. Por conta disso, ele precisou abrir mão de parte de sua rotina para se dedicar 100% ao tratamento.

“Eu fazia faculdade de engenharia civil, fiz três anos e meio. Eu gostava muito do que eu fazia e minha vida mudou da água para o vinho, tive que largar as coisas, tive que largar meu trabalho”, relatou à TV Fronteira.

Em meio a luta pela vida, ele precisa se atentar a diversos detalhes da rotina, como os tipos de alimento que consome e quantidade de líquidos que ingere.

Anúncios

“Por exemplo, a comida. Tem comidas que têm alto teor de potássio e alto teor de fósforo. Também tenho que tomar muito cuidado com líquido, porque se eu tomar muito líquido, eu pego um certo peso e eu tenho que chegar na hora de fazer o tratamento da hemodiálise e tirar. O líquido é muito perigoso porque pode subir a pressão da pessoa”, explicou Ryan.

Ryan perdeu os dois rins devido a doença crônica (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

A doença

A descoberta da falha dos órgãos aconteceu há dois anos, quando ele passou mal e foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Presidente Prudente. Ryan e a família não faziam ideia do que estava por vir.

“O médico que me atendeu falou que eu tinha perdido meus dois rins por causa de uma doença crônica, uma infecção que chama nefrite, que é uma doença que se dá em pessoas que tem algum problema no rim. Eu já tinha perdido [os dois rins], mas não sabia. Só fui saber depois dos exames, depois da biópsia”, relatou.

Para a mãe de Ryan, que acompanhou o filho a cada passo ao longo dos últimos 20 anos, a notícia de que ele precisaria de um transplante foi avassaladora.

“Eu não queria chorar na frente dele. Então eu fui em uma capela do HR [Hospital Regional] e chorei tudo o que eu tinha para chorar. O médico me chamou na sala para comunicar que ele tinha perdido os rins e que ele tinha que fazer hemodiálise e eu chorei tudo o que tinha para chorar. Depois eu voltei e falei: eu vou conseguir um rim para o meu filho”, contou Joyce.

Joyce doará o rim em vida para o filho Ryan (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

Doadora viva

A mãe de Ryan estava decidida a encontrar um doador para o filho. Foram muitas lutas de idas e vindas, até que em uma viagem para Botucatu (SP), ela conheceu uma médica. A profissional informou que a própria Joyce poderia ser a doadora. Aquele momento transformou a vida da família.

“Até então, eu não era uma possibilidade, eu não achava que era uma possibilidade. A possibilidade que a gente tinha era que era um rim de óbito. A médica ofereceu o transplante vivo, de pessoas vivas, você pode ser a doadora. Eu não pensei duas vezes”, disse a mãe de Ryan.

Todos os exames deram positivo diante da possibilidade do transplante vivo. Nos próximos dias, Joyce será a doadora que transformará a vida do jovem.

“Eu chorava, chorava e chorava. Não conseguia sorrir, só conseguia chorar porque eu falava: ele vai ter uma segunda chance de vida e vai ser eu que vou poder dar isso pra ele! Eu ligava para todo mundo, até para quem não era muito amigo meu, só tinha no whatsapp, eu ligava: olha, eu sou compatível com meu filho, viu?”, relatou.

Ryan e a mãe Joyce farão o transplante nos próximos dias (Foto: Reprodução/TV Fronteira)

O transplante está marcado e vai ser realizado no dia 23 de agosto. Joyce será internada na próxima segunda-feira (21), no Hospital de Botucatu da Unesp, para fazer o procedimento de retirada do órgão.

“Estou contando os dias, eu falo para ele: faltam tantos dias. Então eu estou muito feliz em poder ajudar ele, para que ele possa ter a vida dele de novo”, ressaltou a mãe.

Ryan, por sua vez, diz não estar ansioso. Para ele, os sentimentos agora são de alegria e gratidão. Apesar de não estar contando os dias como a mãe, ele já fez planos para quando sair do Hospital.

“Feliz, é uma segunda chance. Tem pessoas que esperam há anos. A vida vai ser de puro cuidados, tomar o remédio certinho, vou voltar a trabalhar, não vou poder exercer a mesma profissão que eu fazia, como repositor, e vou voltar para a minha faculdade. Vou ser engenheiro civil”, contou o jovem de 20 anos.

Fonte: G1

Últimas

Líderes do mercado de bem-estar unem forças: The DRIPBaR reforçado pela REVIV

01/03/2024

Anúncios The DRIPBaR, reconhecida como a franquia de terapia intravenosa de crescimento mais rápido nos Estados...

Categorias