Mãe de bebê com síndrome de Down que virou fenômeno na web celebra alta da UTI: ‘Chico venceu a Covid!’

O menino de 3 anos com síndrome de Down que ficou conhecido como Super Chico por sua aventura de vida desde o nascimento e por se transformar num fenômeno da web venceu mais uma batalha.

Nesta quarta-feira (22), após 13 dias de internação na UTI de um hospital particular de Bauru (SP) com diagnóstico de Covid-19, Chico recebeu alta médica e pôde ir para um quarto de enfermaria, onde seguirá sob cuidados médicos.

A alta da UTI se transformou em mais um capítulo da luta pela vida do garoto Francisco Guedes Bombini. Ele nasceu prematuro e precisou passar por sete cirurgias por causa de problemas renais, cardíacos e hipotireoidismo, além de uma displasia pulmonar herdada pelos três meses de entubação.

Nas redes sociais onde o filho é um fenômeno – seu perfil no Instagram já tem mais de 124 mil seguidores –, a mãe do menino, a advogada Daniela Guedes Bombini, festejou a alta do filho que aconteceu após o transcurso dos 14 dias do início dos sintomas.

“Hoje [quarta-feira, 22] está fazendo 14 dias de quando se iniciaram os sintomas. E não é que acabamos de receber a feliz notícia de que ele não transmite mais [a Covid], pelo tempo discorrido! Estamos indo para a pediatria, porque ele ainda vai precisar ser avaliado na gastro, mas o que é certo é que CHICO VENCEU A COVID!!!”, escreveu a advogada nas redes sociais.

Super Chico foi internado na última quinta-feira (9) com diagnóstico positivo para a Covid-19 — Foto: Facebook/Reprodução
Super Chico foi internado na última quinta-feira (9) com diagnóstico positivo para a Covid-19 (Fotos: Facebook/Reprodução)

Segundo a mãe, Chico até mesmo já parece dar sinais de que entende que o pior do tratamento já passou.

“Já até voltou a ser um leão aqui, está soltando seus gritinhos, porque sente, certamente, tudo o que está acontecendo! Chico veio mesmo para nos ensinar, tenho muito orgulho do meu super-herói”.

“Bora, Chico, sair daqui do setor de Covid, torcendo para que os que ficam se recuperem e que tudo fique bem!”, completou a mãe.

Até a tarde desta quarta-feira (22), o post na página do garoto no Facebook já contava com quase 120 mil interações, 32 mil comentários e cerca de 6,6 mil compartilhamentos.

No Instagram, com pouco mais de três horas da publicação no ar, seguidores já haviam deixado mais de 4,2 mil comentários.

Ver essa foto no Instagram

Respira mãe! Nem sei como começar! Mas vou tentar! Já sabíamos que Chico nasceria com disfunção renal grave, mas, no nascimento, vieram outras várias surpresas: cardiopatia, hipotireoidismo e uma displasia pulmonar herdada pelos 3 meses de entubação, além da Síndrome de Down! Após nascer, morou no hospital por longos 6 meses, vivendo hoje em sistema de ‘home care’, com enfermagem 24h, fono, fisios, pediatra, que o atendem em internação domiciliar pelos cuidados de que ainda necessita! Vira e mexe dava um pulo aqui no hospital para resolver coisas que foram aparecendo ao longo do tempo devido à sua fragilidade. Sempre superou! Daí que se iniciam tempos sombrios, os que estamos vivenciando hoje, e, como sabem, fomos surpreendidos com Chico contaminado pelo coronavírus! Perdi o chão, sinceramente, mas, como sabem, vivemos um dia de cada vez e fomos deixando tudo se ajeitar! Hoje, está fazendo 14 dias de quando se iniciaram os sintomas, que, em Chico, foram dores abdominais e no corpo! E não é que acabamos de receber a feliz notícia de que ele não transmite mais, pelo tempo discorrido! Então, estamos indo para a pediatria, porque ele vai precisar ser avaliado ainda na gastro, que estava vazando muito quando chegamos aqui! O que é certo é que CHICO VENCEU A COVID!!! Estamos muito felizes! E ele parece que entende e já até voltou a ser um leão aqui, está soltando seus gritinhos, porque sente, certamente, tudo o que está acontecendo! Amigos, gostaria de agradecer muito. Muito, mas muito obrigada mesmo, para quem torceu, obrigada pelas orações, pelos pensamentos positivos, a energia maravilhosa e as vibrações mais poderosas do universo! Chico veio mesmo para nos ensinar e o que eu tenho pra dizer, por fim, é que tenho muito orgulho do meu super herói, meu filho tão amado Francisco! Bora, Chico, sair daqui do setor de covid, torcendo para que os que ficam se recuperem e que tudo fique bem! Agradecer, ainda, infinitamente a todos os profissionais de saúde que cuidaram COM TANTO AMOR de Chico! Guerreiraços, meu Deus, que orgulho, que garra. As meninas da limpeza, sempre delicadas e cheias de amor no coração! Obrigada! #superchico #omeninomaisfortedomundo #bora

Uma publicação compartilhada por Dani Guedes Bombini SUPERCHICO (@daniguedesbombini_superchico) em

Pequeno super-herói

Super Chico ganhou apelido após viver seis meses em hospital de Bauru — Foto: Arquivo pessoal
Super Chico ganhou apelido após viver seis meses em hospital de Bauru (Foto: Arquivo pessoal)

O pequeno morador de Bauru começou a somar seguidores nas redes sociais depois que a mãe dele resolveu contar a história do Super Chico, como ficou conhecido, que já venceu muitas batalhas desde que nasceu, nas redes sociais.

O bebê com síndrome de Down, que, segundo a mãe, sempre saía das inúmeras cirurgias pelas quais passava com um sorriso no rosto, emocionou os internautas.

Francisco nasceu prematuro e morou por seis meses no hospital. Segundo Daniela, nesse tempo ele lutou muito pela vida e acabou ganhando o apelido de Super Chico, nome inspirado nos heróis e em São Francisco de Assis.

Apelido surgiu por causa de São Francisco de Assis — Foto: Arquivo Pessoal
Apelido surgiu por causa de São Francisco de Assis (Foto: Arquivo Pessoal)

A festa de aniversário para comemorar o primeiro ano de vida de Francisco contou com mais de mil pessoas em frente à rua da casa da família. A renda das barraquinhas foi destinada para duas entidades sociais. O pequeno super-herói precisou ser internado um dia antes do evento e acompanhou tudo através de videoconferência junto com a mãe.

No ano seguinte, para comemorar os dois anos de vida, Chico teve a segunda festa com o intuito de reverter a renda das barraquinhas que vendem produtos a preços populares para entidades assistenciais.

Mãe de menino com síndrome de Down conta rotina na web — Foto: Arquivo pessoal
Mãe de menino com síndrome de Down conta rotina na web (Foto: Arquivo pessoal)

Fonte: G1

Scroll Up