Mãe chora pela ‘vida interrompida’ de recém-formado morto em acidente no interior de SP

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O jovem de 21 anos que morreu em um acidente na rodovia SP-79, entre Piedade e Tapiraí (SP), tinha acabado de se formar em fisioterapia e atendeu o primeiro paciente um dia antes da morte, segundo a família. O motorista que bateu no veículo em que estava Matheus Wallace de Lima Rodrigues fugiu sem prestar socorro.

O acidente ocorreu no dia 7 de fevereiro, por volta das 18h30. Matheus estava como passageiro em um carro com outros quatro amigos quando uma caminhonete fez uma conversão proibida e atingiu a lateral do carro. O veículo derrapou e caiu em uma ribanceira.

Em entrevista, a mãe de Matheus, Simone Cardoso de Lima, de 50 anos, relata que o filho se formou em 2020 no curso de fisioterapia, que havia iniciado uma pós-graduação recentemente e que estava prestes a começar um novo emprego.

“Na sexta-feira, um dia antes, ele foi conhecer o primeiro paciente dele. Ele ia embora na segunda-feira de Tapiraí e começaria a trabalhar em um convênio, ia atender as pessoas. A vida dele foi interrompida”, conta Simone.

Carro foi jogado de uma ribanceira após ser atingido por uma caminhonete em Tapiraí — Foto: Arquivo Pessoal
Carro foi jogado de uma ribanceira após ser atingido por uma caminhonete em Tapiraí (Foto: Arquivo Pessoal)

Matheus também tinha completado 21 anos há quatro meses. Segundo a família, o jovem apenas saía de casa para estudar e às vezes se encontrava com os amigos, o que não ocorria com frequência.

“Era um menino bom, estudioso e tinha uma boa índole. Nós estamos pedindo para que se alguém souber de informações, que nos ajude.”

‘Queremos Justiça’

De acordo com a família, Matheus estava voltando de um jogo de futebol com os amigos quando o acidente ocorreu. O jovem foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

“Esse veículo [caminhonete] ultrapassou uma faixa contínua, pegou ele de frente na curva, na contramão. Eu demorei um tempo para saber. Vieram depois avisar em casa que tinha acontecido um acidente. Não tinha sinal de telefone no local, não sabemos quanto tempo ficou porque era distante da cidade”, conta Simone.

Após a morte, os familiares e amigos começaram procurar as autoridades e também pedir auxílio nas redes sociais para encontrar o suspeito.

“A gente quer que ele seja encontrado, porque não pode ficar impune. Uma pessoa assim pode causar tristeza nas vidas de outras pessoas. Queremos Justiça. Está sendo muito difícil, nós precisamos de ajuda.”

Matheus Rodrigues morreu aos 21 anos no dia 7 de fevereiro, em Tapiraí — Foto: Arquivo Pessoal
Matheus Rodrigues morreu aos 21 anos no dia 7 de fevereiro, em Tapiraí (Foto: Arquivo Pessoal)

À Polícia Civil, os amigos de Matheus contaram que viram quando o motorista presenciou o carro sendo jogado na ribanceira, mas que ele fugiu do local.

Informações sobre a localização do suspeito podem ser comunicadas pelo telefone 190 da Polícia Militar ou 181 do Disque Denúncia.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes