28 de maio, 2024

Últimas:

Líderes mundiais têm dois anos para salvar o planeta, alertou secretário do clima da ONU

Anúncios

Os próximos dois anos são “essenciais para salvar o nosso planeta”, alertou Simon Stiell (foto), secretário-executivo da Convenção-Quadro da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mudanças Climáticas, durante evento do thinktank Chatham House, em Londres, na Inglaterra, na quarta-feira (10). “Ainda temos a oportunidade de fazer as emissões de gases de efeito estufa diminuírem, com uma nova geração de planos climáticos nacionais. Mas precisamos destes planos mais fortes, agora”, enfatizou.

Segundo ele, o G20, o grupo das 20 principais potências econômicas do mundo, que é responsável por 80% das emissões globais, precisa avançar urgentemente no combate às mudanças climáticas. Stiell acrescentou que gostaria de ver as futuras reuniões da COP reduzidas em tamanho e priorizando resultados fortes de negociação, e que está conversando com o Azerbaijão e o Brasil – anfitriões das próximas duas cúpulas climáticas – sobre isso.

Anúncios

Conforme relatado, o secretário-executivo ainda apelou para o angariamento de mais financiamento climático por meio do alívio da dívida, de financiamento mais barato para os países mais pobres, de novas fontes de financiamento internacional, como um imposto sobre as emissões do transporte marítimo, e de reformas no Banco Mundial e no Fundo Monetário Internacional.

“Todos os dias, os ministros das finanças, os CEO, os investidores e os banqueiros climáticos e de desenvolvimento direcionam trilhões de dólares. É hora de transferir esses dólares”, afirmou. “Muitos países só serão capazes de implementar novos planos climáticos fortes se observarmos um salto quântico no financiamento climático este ano.”

Anúncios

De acordo com o The Guardian, Stiell disse ainda que novos planos climáticos nacionais ousados serão um prêmio acumulado de novos empregos e um trampolim econômico para impulsionar os países na escalada global dos padrões de vida. “[Eles] aumentarão a segurança alimentar e diminuirão a fome. Reduzir a poluição por combustíveis fósseis significará melhor saúde e enormes poupanças, tanto para os governos como para as famílias.”

Fonte: Um Só Planeta – Foto: Divulgação

Talvez te interesse

Últimas

Pela primeira vez na América Latina, o encontro vai reunir líderes, autoridades e especialistas de todo mundo para debater temas...

Categorias