Jovem que mantinha pit bull em situação de maus-tratos tem prisão preventiva decretada em Jaú

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O jovem de 24 anos que foi preso na quinta-feira (5) suspeito da prática de maus-tratos contra uma cachorra da raça pit bull teve a prisão preventiva decretada nesta sexta (6) pela Justiça.

Com isso, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru, onde ficará detido pelo menos até a conclusão do inquérito policial.

Segundo o delegado Marcelo Tomaz Góes, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jaú, o caso de uma prisão em flagrante convertida em preventiva com base na lei de maus-tratos contra animais é inédito na cidade.

Animal está recebendo tratamento e foi diagnosticado, por enquanto, apenas com uma severa anemia por conta da desnutrição — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Animal está recebendo tratamento e foi diagnosticado, por enquanto, apenas com uma severa anemia por conta da desnutrição (Fotos: Polícia Civil/Divulgação)

O delegado explica que o dono do animal já tinha antecedentes criminais por tráfico e roubo, com penas já cumpridas.

Ele foi indiciado por maus-tratos qualificado, crime que, segundo recente alteração legislativa, é inafiançável. A pena prevista é de dois a cinco anos de prisão, multa e proibição de guarda.

Segundo veterinários, a cachorra da raça pitbull estava extremamente debilitada por falta de alimentação — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Segundo veterinários, a cachorra da raça pitbull estava extremamente debilitada por falta de alimentação (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A cachorra ficou em tratamento na Secretaria Municipal de Proteção e Direito dos Animais de Jaú, que informou nesta sexta-feira (6) que o estado de saúde dela é delicado, mas ela não possui doenças graves, como disfunção renal ou leishmaniose, por exemplo.

Segundo a Secretaria, o animal está com anemia profunda devido ao quadro de desnutrição e vai passar por transfusão de sangue. Apesar disso, os veterinários acreditam em uma boa recuperação da cachorra.

A prisão

Funcionários da Secretaria Municipal de Proteção e Direito dos Animais de Jaú pediram apoio à Polícia Civil para o atendimento de uma denúncia de graves maus-tratos a um cão.

Os policiais foram até o endereço da denúncia, no Residencial Frei Galvão, e localizaram a cachorra em péssimas condições de saúde, sem qualquer alimentação e extremamente debilitada.

O dono do animal foi identificado levado até a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde acabou preso em flagrante com base no laudo veterinário que atestou a grave situação do animal.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes