Jovem é morta com tiro na cabeça em Lins; namorado foi preso suspeito do crime

Uma jovem de 21 anos foi assassinada com um tiro na cabeça na madrugada desta quarta-feira (9) em Lins (SP). O namorado dela, de 24 anos, que teria envolvimento com o tráfico de drogas, foi preso em flagrante suspeito de feminicídio.

Segundo o registro policial, por volta da 1h30, Beatriz Zanini Rosa foi levada pelo namorado e outro homem, de carro, até a Santa Casa de Lins com ferimento na cabeça provocado por disparo de arma de fogo. Ela chegou a ser atendida, mas não resistiu ao ferimento.

Inicialmente, o namorado da vítima disse aos policiais militares que estava caminhando com a jovem pela rua Santa Clara, no Jardim Tropical, quando dois homens desconhecidos em uma motocicleta passaram atirando.

Jovem foi assassinada com um tiro na cabeça em Lins (Foto: Reprodução/Facebook)

No local informado, no entanto, os policiais não encontraram nenhuma marca de sangue ou sinais de tiroteio. Com isso, o suspeito foi questionado e confessou à equipe que é traficante de drogas e contou que estava “brincando” com uma arma de fogo e acabou, por acidente, efetuando um disparo.

Após o tiro, ele disse que ligou para um amigo, que foi ao seu encontro. Em seguida, os dois levaram a jovem até a Santa Casa, de acordo com informações do boletim de ocorrência.

Os policiais foram até a casa do suspeito e, no local, estavam dois homens que saíram correndo com a chegada da viatura. Um deles foi detido e disse que vende drogas para o namorado de Beatriz, mas nada teria a ver com o crime.

No carro do suspeito, os policiais encontraram drogas, dinheiro e duas armas de fogo. O amigo dele, detido após tentar fugir, disse ser o proprietário do material apreendido.

Já na casa, os policiais encontraram mais dinheiro, que acabou apreendido. O suspeito foi preso em flagrante por feminicídio e irá passar por audiência de custódia.

A perícia foi acionada e o suspeito deve passar por exame residuográfico para identificar sinais de pólvora nas mãos. Já o corpo de Beatriz foi encaminhado para IML.

Fonte: G1