Jovem fala sobre golpe de falso funcionário da Sabesp em Botucatu

Um jovem de Botucatu, utilizou as redes sociais para alertar sobre um falso agente da empresa Sabesp, que visitou a casa da sua avó, que por muito pouco não foi mais uma vítima desse tipo de golpe.

A equipe do Leia Notícias entrou em contato com o jovem que relatou como sua avó de 68 anos e sua bisavó de 88 anos foram abordadas pelo desconhecido.

As idosas são moradoras da região do Jardim Bom Pastor, e na manhã desta quarta-feira (30), um homem aparentando uns 35 anos, vestindo uma camiseta azul, escrito Sabesp, mas sem a logomarca da empresa, esteve na residência para fazer a leitura do consumo de água.

 O homem estava com uma prancheta velha, alguns papéis mas não possuía o aparelho medidor e nem o crachá de identificação. Ele ainda pediu uma caneta para minha avó, pois estava sem . Minha avó na inocência o convidou para um cafézinho. Moro no fundo da casa delas e percebi que poderia se tratar de um golpe,quando o homem puxou assunto com ela, que afirmou morar com minha bisavó e que elas ficam sozinhas durante a noite”, afirmou o neto da idosa.

O jovem relatou que seu pai trabalhou por muito anos na Sabesp, por isso ele que estava de saída para o trabalho, achou a atitude muito suspeita.

Ele estava muito mais interessado em conversar com minha avó, do que realizar a suposta medição. Até porque a conta de água desse mês já havia sido entregue. Não havia vazamentos, ou qualquer outro serviço a ser prestado. Ele chegou com uma moto Honda/CG 15o cor vermelha, com rodas de liga leve preta. Percebi que podia se tratar de um golpe e dei um leve cutucão na minha avó

Quando o suspeito notou que o jovem desconfiou da sua ação, saiu rapidamente da casa, subiu na moto e fugiu rapidamente do local, sem concluir a leitura.

Resolvi divulgar nas redes sociais, pois por muito pouco minha avó não revelou mais de sua rotina ou passou seus documentos pessoais e dados bancários. Temo pela segurança delas, pois o homem chegou a entrar na porta da sala e viu tudo na casa delas.

Outras pessoas relataram que o suposto homem já esteve em outros bairros e pedem que principalmente os idosos sejam orientados, a não permitir a entrada de estranhos sem identificação em suas casas. O nome dos envolvidos não serão divulgados por questões de segurança.

Leia Notícias

Scroll Up