Japonesa de 117 anos é a pessoa mais idosa do mundo, segundo livro dos recordes

A pessoa mais idosa do mundo é a japonesa Kane Tanaka, que comemorou seu aniversário de 117 anos em um lar de idosos em Fukuoka, no sul do Japão, neste domingo (5).

Tanaka é considerada a pessoa viva mais velha do mundo pelo Guinness World Records, o livro dos recordes, desde o ano passado, então com 116 anos. Agora ela bate o próprio recorde.

Para celebrar o marco, Tanaka ganhou uma festa de aniversário dos funcionários da casa de repouso em que vive, segundo a agência de notícias Reuters. Tanaka foi presenteada com um grande bolo e, depois de comer o primeiro pedaço, disse: “Eu quero mais”.

Segundo o Guinness World Records, Tanaka nasceu prematuramente em 2 de janeiro de 1903, três anos antes de Santos Dumont voar no 14-Bis. Em 9122, casou-se com Hideo Tanaka, com quem teve quatro filhos e adotou um quinto.

O Japão já registrou vários recordes de pessoas mais longevas do mundo. O homem que chegou à idade mais avançada no mundo todo foi um japonês, Jiroemon Kimuro, que faleceu em 12 de junho de 2013 aos 116 anos.

Envelhecimento da população japonesa

A idade recorde de Tanaka é simbólica para o Japão, que, juntamente com a queda na taxa de natalidade, está assistindo a um vertiginoso aumento da sua população idosa. A questão levanta preocupações quanto a escassez de mão-de-obra e as perspectivas de crescimento econômico do país no futuro.

Segundo um estudo da ONU do ano passado, a população do Japão deverá encolher 21% entre 2020 e 2050.

Casos brasileiros

Apesar do livro dos recordes reconhecer a japonesa Tanaka como a pessoa viva mais velha do mundo, o Brasil reivindicou o posto duas vezes no ano passado, com uma baiana de 118 anos e uma alagoana de 117.

Fonte: G1

Scroll Up