Ituano vence, vai à final da Série C e frustra planos de acesso do Botafogo-PB

O Ituano venceu o Botafogo-PB por 3 a 1, na tarde deste sábado, no estádio Novelli Júnior, em Itu, e se garantiu a final da Série C do Campeonato Brasileiro.

Os gols do Galo foram marcados por Fernandinho (duas vezes) e Gérson Magrão, enquanto Luã Lúcio descontou para o Belo.

Superior durante toda a partida, o Rubro-negro vai embalado para a decisão para tentar conquistar novamente o título que faturou em 2003.

Fernandinho e Tiago Marques comemoram gol do Ituano sobre o Botafogo-PB
Fernandinho e Tiago Marques comemoram gol do Ituano sobre o Botafogo-PB (Foto: Fernando Roberto/Ituano FC)

Na final, o Ituano irá enfrentar o Tombense nos dois próximos finais de semana. O primeiro jogo será em Tombos e o segundo em Itu.

Pela tabela divulgada inicialmente pela CBF, os jogos devem acontecer nos dois próximos domingos. As datas serão confirmadas pela entidade durante a semana.

O Botafogo-PB, por sua vez, vê os planos de chegar à Série B frustados. Com a derrota, o Belo acabou ultrapassado pelo Criciúma, que venceu o Paysandu no outro jogo da chave e ficou com a segunda vaga do grupo.

Taça da Série C
Taça da Série C (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Em uma primeira etapa morna, o Ituano foi eficiente e transformou em gols as poucas chances criadas. Logo aos seis minutos, Gérson Magrão achou Fernandinho livre e, na cara do gol, o atacante não desperdiçou. O Botafogo-PB praticamente só chegou em cobranças de falta de longa distância e aos 34 sofreu mais um gol. Fernandinho, novamente, tentou cruzar e o goleiro Felipe se atrapalhou e acabou aceitando.

Sem nada a perder, o Botafogo-PB partiu para o ataque e conseguiu diminuir no início do segundo tempo, com Luã Lúcio completando cruzamento livre na segunda trave. Na sequência, porém, o Belo recebeu a notícia de que o Criciúma havia aberto o placar contra o Paysandu, resultado que eliminava os paraibanos da competição.

O time ainda teve a chance do empate, mas Ederson errou o alvo em bela bicicleta. Logo depois, Felipe saiu do gol para afastar cruzamento e deixou a meta vazia para Gérson Magrão emendar de primeira e, por cobertura, ampliar para o Galo.

Depois disso, o Botafogo só assustou em cobrança de falta de Marcos Aurélio bem defendida por Pegorari nos minutos finais

Fonte: G1 – Foto: Fernando Roberto/Ituano FC

Scroll Up