Itaí cria feriado em homenagem às vitimas de acidente que matou 42 pessoas em rodovia

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O dia mais triste da história de Itaí, interior paulista, foi transformado em feriado municipal pela prefeitura. Segundo o Executivo, o objetivo é manter na memória dos moradores, em todo 25 de novembro, as 42 pessoas que morreram em um acidente entre ônibus e caminhão, em Taguaí (SP). Entre os mortos, 39 moravam em Itaí.

A colisão ocorreu no quilômetro 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho. Segundo a polícia, este foi o maior acidente do ano nas rodovias do estado de São Paulo e o maior em número de mortes em 22 anos.

O projeto de lei da Prefeitura, aprovado pela Câmara dos Vereadores, foi publicado nesta quarta-feira (23) no Diário Oficial do município.

“Sem dúvida, esse foi o dia mais triste da história de Itaí. A criação do feriado é uma maneira de manter viva em nossa memória esses trabalhadores itaienses e, de forma pública e oficialmente, manifestar solidariedade às famílias enlutadas”, diz o prefeito Thiago Michelin (Republicanos), de Itaí.

O projeto de lei para instituir o feriado foi enviado à Câmara pelo prefeito Thiago Michelin. O texto foi aprovado por unanimidade pelos nove vereadores da cidade.

“Os moradores da cidade, ainda hoje, comentam sobre o acidente. Foi muito marcante para todos”, diz Thiago.

Segundo o prefeito de Itaí, a ideia do governo também era de criar um monumento na cidade em homenagem às vítimas. “Não iria dar tempo de eu terminar, pois é preciso fazer uma licitação. Não tocamos adiante isso por não ter tempo para continuar a construção dele”. O projeto foi arquivado, pois Michelin foi derrotado na eleição municipal de 15 de novembro.

“A prefeitura desde o início assumiu a sua responsabilidade. Demos toda assistência às famílias com funeral, sepultamento, além de acompanhamento social e ajuda psicológica”, diz.

Fonte: G1Foto: Reprodução/GloboNews

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes