Irmã de Kim Jong Un diz que armas nucleares norte-coreanas podem ‘eliminar’ Coreia do Sul

A Coreia do Norte usará suas armas nucleares para “eliminar” o exército sul-coreano se o vizinho lançar um ataque preventivo, disse a poderosa irmã do líder Kim Jong Un nesta terça-feira (4).

O aviso de Kim Yo Jong, publicado pela mídia estatal, rebateu uma declaração feita na semana passada pelo ministro da Defesa sul-coreano, Suh Wook.

Suh disse na sexta-feira que os militares sul-coreanos têm mísseis capazes de atingir “rápida e com precisão” qualquer alvo na Coreia do Norte quando houver sinais claros de um lançamento de míssil do Norte.

Em resposta, Kim Yo Jong disse que foi um “erro muito grande que o ‘lunático’ Suh tenha planejado um ataque preventivo contra uma potência nuclear, informou a agência de notícias oficial KCNA.

Kim Yo Jong é irmã e conselheira política do líder norte-coreano Kim Jong Un (Foto: Reprodução)

Sua manifestação ocorreu no momento em que a Coreia do Norte retomou seus testes de armas, que incluíram o primeiro lançamento de um míssil balístico intercontinental (ICBM) de longo alcance desde 2017.

“Caso a Coreia do Sul escolha um confronto militar conosco, nossa força de combate nuclear terá que cumprir seu dever”, disse Kim Yo Jong, uma importante conselheira política em Pyongyang.

A irmã de Kim Jong Un especificou que a “missão primária” do arsenal nuclear norte-coreano é ser uma força de dissuasão, mas que se um conflito irromper, essas armas serão usadas para “eliminar as forças armadas do inimigo”.

No último domingo, Kim Yo Jong criticou os “comentários imprudentes” de Suh e alertou que a Coreia do Sul terá que “se disciplinar se quiser evitar um desastre”.

Fonte: Yahoo!